AO VIVO

São Gabriel: médicos emitem nota de repúdio à gestão atual

Nesta quarta-feira, 17, a população da região de Irecê foi surpreendida com uma “Nota de Repúdio à Gestão de São Gabriel - Região de Irecê” emitida pela categoria dos médicos.
Em nota, a Classe Médica da Região de Irecê ressalta que está atônita com o que vem acontecendo no município de São Gabriel, cidade há 10 km de Irecê.

“Recentemente os médicos do Hospital daquele município receberam, por WhatsApp, um comunicado de redução do salário dos médicos, sem ao menos conversar com a categoria. Já não bastasse todo o desmantelo do sistema de saúde daquele local... com tantas reivindicações não aceitas” diz a nota.

Segundo o comunicado que circulou nos grupos e redes sociais, os médicos não aceitaram as condições de trabalho impostas e partiram para a mobilização.

“A gestão de forma sensata, naquele período, voltou atrás. Pouco tempo depois, uma das médicas que encabeçou o movimento (Sara Lelis)foi demitida por telefone pela secretária de Saúde, Camila Gomes”, complementa a nota.

Ainda conforme relatos, revoltados com uma demissão sem causa, antes de vencer o contrato, sem direito a aviso prévio, os demais colegas da unidade se solidarizaram com a colega demitida e pediram demissão também.

“O Prefeito Hipólito e a Secretária Camila Gomes, no auge das suas vaidades, resolveram procurar novos colegas pra assumirem os plantões, sem tentar conversar com os demitidos. O ápice da tragédia ocorre quando a secretária coage duas colegas contratadas para PSF a assumirem dias de plantão no hospital; caso não aceitem , perderão os empregos de anos na Atenção Básica. E pra quem falava da gestão anterior de São Gabriel no quesito saúde, hoje percebe que saúde não é prioridade naquele município”, acrescenta a nota.

A classe médica finaliza o comunicado conclamando aos Médicos da Bahia para que não assumam plantão na cidade de São Gabriel em razão do protesto.

“A gestão não está olhando para os pacientes daquela cidade, que dirá para nós médicos! Prefeito e Secretária de Saúde de São Gabriel assumiram o risco de uma cidade sem atendimento médico, retaliam os que lutam por melhorias, massacram os médicos que solicitam melhores condições de trabalho e consequentemente mais segurança no atendimento ao paciente, e a gestão ainda faz abuso de poder e coação junto a alguns colegas. Nossa classe deverá se unir cada vez mais! A luta é de toda a categoria”, finaliza a nota.
Reportagens recentes:

Deixe um comentário

Líder Notícias - O seu canal de informação! © 2013 - 2018 | Desenvolvido por Junior Pacheco