22/02/2018

Senador acusa governo Temer de retaliar Bahia com corte de R$ 180 mi

O senador Otto Alencar (PSD-BA) acusou o governo do presidente Michel Temer (MDB) de retaliar
a Bahia politicamente, após o cancelamento do repasse de R$ 180,12 milhões em recursos para a Saúde, Segurança e Educação. 

O Projeto de Lei Nacional 01/2018, que promoveu o corte de recursos aos estados, foi aprovado no Congresso, sob o comando do presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), com votação simbólica, na noite da última terça-feira (20).

Uma planilha apresentada pelo parlamentar aponta que a diminuição de verbas para o território baiano foi a maior – 20% superior à estabelecida em outras 10 unidades da Federação. O segundo colocado na lista é o Ceará, também administrado pelo PT, com quase R$ 99 mi. Ele culpa o chefe da Câmara e seus aliados por comandarem uma “perseguição” às gestões petistas, sobretudo o governador Rui Costa.

“Quem manda no governo é o DEM, é Rodrigo Maia. Ele tem 12 pedidos de impeachment na mão e engavetou todos. Temer come na mão de Maia, que pretende ser governador ou eleger o pai [César Maia]. Nunca um governo foi tão impopular como o de Temer e foi tão forte no Congresso, pela ideologia do ‘é dando que se recebe’”, apontou Otto.

Segundo o senador, como parte do projeto eleitoral de Maia, além da intervenção militar no Rio de Janeiro, que recebeu um aporte de R$ 2 bilhões da União, o democrata conseguiu recentemente R$ 20 milhões para a construção de uma ponte no município de Rezende, uma de suas bases no interior fluminense.
Reportagens recentes:

Deixe um comentário

Líder Notícias - O seu canal de informação! © 2013 - 2018 | Desenvolvido por Junior Pacheco