24/04/2018

Vigilância notifica 4 casos de H1N1 em Jacobina; dois já foram confirmados




Quatro casos de gripe H1N1 já foram notificados em Jacobina, de acordo com informações levantadas por nossa redação junto a Vigilância Epidemiológica do município. Ainda de acordo com o órgão, dois casos já foram confirmados por exames laboratoriais, nos outros dois, o material já foi encaminhado para exames, e aguarda-se o resultado em breve. Os dois pacientes que tiveram a gripe H1N1 confirmadas já fizeram o tratamento, foram curados e receberam alta. Eles são moradores dos bairros Índios e Matriz. Os outros dois pacientes que aguardam o resultado dos exames são dos bairros da Serrinha e centro do município.

Segundo boletim divulgado pela Secretaria de Saúde do Estado da Bahia, doze mortes já foram registradas em decorrência da gripe H1N1 em cinco cidades da Bahia. Salvador registrou oito mortes. Os outros municípios foram Camaçari (1); Lauro de Freitas (1); Saúde (1) e Serrinha (1).

Prevenção

A vacinação é a forma mais eficiente de proteção contra a gripe. Ela é feita anualmente, pois os vírus causadores da gripe sofrem mutações, sendo fundamental acompanhar as mudanças para que a vacina produzida seja realmente eficiente. Além disso, é importante acompanhar e conhecer os tipos que estão circulando na população. Em 2016, a vacina distribuída pelo Ministério da Saúde garante proteção contra o Influenza A H1N1, Influenza A H3N2 e uma cepa (linhagem) de Influenza B.

Campanha de vacinação

A Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe começou nesta segunda-feira (23). Na Bahia, a meta é imunizar 90% do público alvo, formado por 3,6 milhões de pessoas dos grupos prioritários, dentre estes os profissionais da área de saúde. A campanha vai até o dia 1º de junho e terá o Dia D de mobilização nacional em 12 de maio.

Ainda de acordo com a Vigilância Epidemiológica de Jacobina, os profissionais de saúde já  estão sendo imunizados com a aplicação de vacinas, que chegaram na madrugada desta segunda. A redação do BA esteve durante esta segunda visitando as unidades de saúde do município, onde já se pode perceber alguns profissionais utilizando máscaras como forma de precaução, como na UPA da cidade, onde inclusive havia um veículo da SESAB estacionado na tarde desta segunda, como mostra a foto acima

Outras formas de prevenção

Como qualquer tipo de gripe, a transmissão ocorre, normalmente, por meio de gotículas de saliva contaminadas que ficam em suspensão no ar. Essas gotículas podem entrar em contato com outra pessoa, causando sua contaminação, ou ainda cair em superfícies que podem contaminar outros indivíduos. Diante das formas de contaminação, fica claro que a prevenção está diretamente ligada à higiene.

Entre as principais ações que devem ser feitas para evitar a contaminação pelo vírus Influenza A H1N1, podemos citar:

- Lavar sempre as mãos, principalmente após tossir e espirrar. Para lavar a mão, deve-se utilizar água e sabão ou, ainda, álcool 70%. Para utilizar o álcool, é importante não estar com as mãos visivelmente sujas;
- Utilizar lenços descartáveis;
- Deixar o ambiente sempre ventilado;
- Cobrir boca e nariz sempre que espirrar ou tossir;
- Não tocar na região dos olhos, nariz e boca sem que a mão esteja limpa;
- Não compartilhar objetos de uso pessoal, como garrafas, copos e talheres;
- Evitar contato com pessoa doente, evitando abraços, beijos e apertos de mão;
- Evitar aglomerações em épocas em que o número de casos da doença for alto.






Reportagens recentes:

Deixe um comentário

Líder Notícias - O seu canal de informação! © 2013 - 2018 | Desenvolvido por Junior Pacheco