Prefeitura de Irecê decreta estado de emergência devido a greve nacional de caminhoneiros, ouça o áudio!

Devido a situação de desabastecimento dos combustíveis ocasionada pela greve nacional de caminhoneiros, a Prefeitura de Irecê emitiu na manhã desta segunda-feira (28) o Decreto 296, instituindo estado de emergência no município, e concedeu entrevista coletiva para a imprensa local a fim de esclarecer ao público os motivos e consequências da decisão. 
O decreto leva em conta a imperiosidade dos serviços públicos essenciais, como saúde, educação, segurança, limpeza pública e defesa civil, que devem ser garantidos de forma prioritária, além da não disponibilidade de estoques de gasolina, etanol e diesel em quantidade suficiente para garantir o pleno funcionamento da administração pública durante a greve. No âmbito da frota municipal, fica temporariamente suspenso o uso de veículos, com exceção das ambulâncias e demais veículos relacionados à saúde. As aulas na Rede Municipal de Ensino, bem como o transporte de alunos, seguem normalmente até o dia 4 de junho.

Se a situação de emergência for mantida, as aulas serão suspensas a partir desta data. Outras medidas adotadas pelo decreto incluem a suspensão temporária do funcionamento do serviço de Tratamento Fora de Domicílio (TFD), devido ao desabastecimento de postos de combustíveis no trajeto Irecê-Salvador, ficando a cargo do município a remarcação de todos os procedimentos agendados durante o período de suspensão do serviço. Já os eventos 'Festival Cultural Gospel' e o encontro de motociclistas 'Irecê Rota do Sertão', que aconteceriam entre os dias 30 de maio e 2 de junho, foram cancelados. Finalizando a medida, a Prefeitura cria um Comitê de Gerenciamento de Crise para planejar o melhor plano de ação para o município de Irecê atravessar da melhor forma possível e com o mínimo de prejuízo o momento de crise que se abate em todo o país.

Confira:



Reportagens recentes:

Deixe um comentário

Líder Notícias - O seu canal de informação! © 2013 - 2018 | Desenvolvido por Junior Pacheco