09/07/2018

Irecê, Central, Lapão, Gentio do Ouro e Xique-Xique fazem parte de um grupo de cidades com baixa cobertura vacinal da poliomielite

Em reunião com representantes de estados e municípios, o Ministério da Saúde alertou que 312 municípios brasileiros estão com cobertura vacinal abaixo de 50% para a poliomielite, entre eles, Irecê (43,93%), Central (30,56%), Lapão (36,90%), Gentio do Ouro (18,37%) e Xique-Xique (46,90%).
A poliomielite, também chamada de pólio ou paralisia infantil é causada por um vírus que vive no intestino, o poliovírus. Geralmente atinge crianças com menos de 4 anos, mas também pode contaminar adultos;
São poucos os sintomas e há semelhanças com as infecções respiratórias como gripe, febre e dor de garganta, além das gastrointestinais, náusea, vômito e prisão de ventre.
Cerca de 1% dos infectados pelo vírus pode desenvolver a forma paralítica da doença, que pode causar sequelas permanentes, insuficiência respiratória e, em alguns casos, levar à morte. Em geral, a paralisia se manifesta nos membros inferiores, em apenas em um dos membros.
A poliomielite não tem tratamento específico. No entanto, a doença pode ser prevenida por meio da vacinação.
A vacina contra a poliomielite oral trivalente deve ser administrada aos 2, 4 e 6 meses de vida. O primeiro reforço é feito aos 15 meses e o outro entre 4 e 6 anos de idade.
Reportagens recentes:

Deixe um comentário

Líder Notícias - O seu canal de informação! © 2013 - 2018 | Desenvolvido por Junior Pacheco