AO VIVO

Confusão durante eleição da mesa diretora da Câmara de Várzea Nova pode retratar racha na bancada de situação


A noite desta sexta (24) foi tida como ‘surpresa geral’ para a população e principalmente para quem acompanha a política partidária em Várzea Nova. Primeiro porque deveria ser a noite da eleição da nova mesa diretora da egrégia Casa Legislativa, mesmo sem ser do conhecimento da população em geral, como também pelo que ficou traduzido pelos fatos que a marcaram.
O certo é que as redes sociais da cidade foram sacudidas com a notícia de que a sessão foi bruscamente interrompida.
Mas, vamos começar a relatar o que tomamos conhecimento: a composição da atual mesa diretora da casa caminhava para uma vitória tranquila, pelo fato de ter entrado como chapa única no pleito, até o início da sessão, quando, após muita discussão e obedecendo o regimento interno da casa, apresentou-se a segunda chapa, encabeçada por um jovem vereador que também compunha a bancada de situação, completada com os vereadores de oposição. Óbvio, apenas quatro nomes, num universo de nove edis, não atrapalhariam a vitória da chapa indicada pela mesa diretora, até que após muito bate-boca, por conta do resultado que se apresentava desfavorável na apuração, um vereador que era oposição, na eleição, virou situação, na gestão e foi apresentado como fiscal da situação para a tal eleição, ao ser dado um intervalo de cinco minutos, solicitado pelo presidente da casa, retornou de representação em punho, pela suspensão da sessão em curso, sem, no entanto, apresentar qualquer argumento plausível ou baseado em nenhum artigo da Lei Orgânica Municipal, Regimento Interno ou Constituição Federal, acirrando ainda mais os ânimos, o que levou não só o presidente da casa, provável derrotado no pleito e outros políticos correligionários seus, a partirem para o campo das ofensas e do desrespeito, além de violar a urna da votação SECRETA, rasgar as cédulas de votação e sumir sem dar satisfação.
O certo é que a insatisfação de vereadores da situação com a gestão da Câmara é a principal razão para o ‘RACHA’, porém, isso não significa ainda, ‘RACHA’ com a gestão, mesmo tendo esta se posicionado de forma dura, contundente e até desrespeitosa com a opinião dos edis, eleitos em seu grupo e mesmo diante dos fatos, permaneçam leais aos seus princípio morais, éticos e políticos.
Só ‘prá não dizerem que eu não falei de flores’ ou dos espinhos, nos bastidores, o que se sabe é que ao invés de tomar um cinco a quatro, de virada, pode-se ampliar o placar para seis a quatro e a pergunta que não quer calar é: ‘Qual vereador ou quais os vereadores que estarão votando contra a atual mesa diretora?
Se eles não falarem ou abrirem seus votos, ‘SECRETOS’, não esqueçam deste detalhe, nem a urna saberá…




Reportagens recentes:

Deixe um comentário

Líder Notícias - O seu canal de informação! © 2013 - 2018 | Desenvolvido por Junior Pacheco