11/09/2018

Eleições 2018: Cerca de 2 milhões de mesários devem trabalhar no 1º turno

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estima que pelo menos 1,9 milhão de mesários devem trabalhar em todo o Brasil durante o 1º turno das eleições deste ano. Segundo o G1, o cálculo é feito com base em uma norma que determina, no mínimo, quatro mesários por seção eleitoral. De acordo com o TSE, cerca de 50% do total de mesários são voluntários.
Já no exterior, onde o eleitor poderá votar apenas para presidente, aproximadamente 7 mil pessoas também participam como mesários em seções eleitorais. 
Para ser mesário, o eleitor precisa completar 18 anos até o 1º turno, tem de estar em dia com a Justiça Federal, não ser candidatos e nem parente. Neste ano, os mesários foram convocados até 8 de agosto.
Cada mesário recebe um auxílio-alimentação por turno trabalhado. O valor é determinado por cada estado, obedecendo o teto de R$ 35. Além disso, eles ainda têm dois dias de folga para cada dia trabalhado como mesário; dois dias de folga para cada dia de treinamento oferecido pela Justiça Eleitoral; certificado dos serviços prestados à Justiça Eleitoral; preferência no desempate em concursos públicos (desde que previsto em edital) e utilização das horas trabalhadas nas eleições como atividade curricular complementar em algumas universidades.
Reportagens recentes:

Deixe um comentário

Líder Notícias - O seu canal de informação! © 2013 - 2018 | Desenvolvido por Junior Pacheco