14/09/2018

Por não pagar conta, Embasa põe 459 mil usuários no SPC/Serasa

Os usuários da Empresa baiana de Água e Saneamento (Embasa) que estão com as contas de água  em atraso, agora fazem parte do rol de inadimplentes com o “nome sujo” na praça. Somente este ano 459 mil entraram  na lista do SPC/Serasa, o serviço de proteção ao crédito do sistema bancário.
Com  a decisão, os usuários da Embasa que estão  inadimplentes, sofrerão as restrições impostas pelo sistema financeiro em todo o país, que incluem restrições nas operações de créditos e empréstimos na rede bancária, e financiamentos para a aquisição de bens, como veículos e apartamentos. A ação da Embasa foi resultante de um contrato feito com o SPC/Serasa, através da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL).
E empresa disse que  realiza serviços de abastecimento de água e tratamento de esgotos em 366  dos 4517 municípios baianos. Isso abrange mais de 3,7 milhões de ligações de água em estabelecimentos residenciais, comerciais e industriais. Neste ano 459 mil usuários já tiveram os nomes incluídos no cadastro de negativados do SPC.
A inclusão do nome de usuários no Cadastro do SPC/Serasa se dá com o envio do CPF do titular da conta para a CDL, após 15 dias de atraso no pagamento da conta. O consumidor recebe o comunicado seis dias após a data de vencimento da conta  e um aviso sobre o risco de ter o fornecimento de água suspenso, caso num prazo de 30 dias para que não efetue esse pagamento.
Limpar o nome
A Embasa esclareceu ainda que para regularizar sua situação de cadastro, o consumidor deve comparecer a qualquer ponto de atendimento da Embasa.  Os atendentes da empresa buscarão apresentar a melhor condição para quitação do débito, possibilitando a retirada do nome do SPC e também o retorno do fornecimento de água, caso tenha sido suspenso.

Reportagens recentes:

Deixe um comentário

Líder Notícias - O seu canal de informação! © 2013 - 2018 | Desenvolvido por Junior Pacheco