Marconi é solto e deixa sede da PF um dia após ser preso suspeito de receber propina da Odebrecht

O ex-governador de Goiás Marconi Perillo (PSDB) deixou, às 16h37 desta quinta-feira (11), a sede da Polícia Federal, em Goiânia, pouco mais de 24 horas após ser detido enquanto prestava depoimento no âmbito da Operação Cash Delivery. Ele é investigado por receber mais de R$ 12 milhões em propina da Odebrecht para campanhas eleitorais.

 O tucano saiu em uma Mitsubishi Pajero branca. Estavam no carro o motorista, um homem no banco da frente e Perillo, sozinho, no banco traseiro. Um segurança fez a escolta do lado de fora do carro.

 Logo após sair da Polícia Federal, ele foi para a Catedral Metropolitana de Goiânia, conforme confirmou a assessoria do político. Imagens feitas no local mostram o Perillo com as mesmas roupas que usava ao deixar a sede da PF ajoelhado em um dos bancos da igreja. Também conforme a assessoria, ele entrou, rezou e foi embora para a casa.

https://g1.globo.com/go/goias/noticia/2018/10/11/marconi-e-solto-e-deixa-sede-da-pf-um-dia-apos-ser-preso-suspeito-de-receber-propina-da-odebrecht.ghtml


    Reações: 
    O que você achou dessa notícia?

    Publicações recentes

    Reportagens recentes:

    Deixe um comentário

    Líder Notícias - O seu canal de informação! © 2013 - 2018 | Desenvolvido por Junior Pacheco