Grupo J. Sidney
Emissoras de Rádio
Outras empresas
Grupos WhatsApp
Quem somos
O Líder Notícias é mais um projeto do Grupo J. Sidney de Comunicação. Nosso compromisso é levar informação com credibilidade para toda a região de Irecê e muito além, através também dos nossos canais nas redes sociais.
Contrate
Irecê e Região Jacobina Ruy Barbosa Morro do Chapéu Bahia Política Educação Cultura Polícia Saúde

Menu Mobile 1

Ouça nossas rádios
Play Pause Entrar
Play Pause Entrar
Play Pause Entrar
Play Pause Entrar

Ouça essa matéria

Moro vai se encontrar com Bolsonaro e busca por "sintonia de pensamento"

31/10/2018


Por: Eraldo Maciel


O juiz federal Sérgio Moro e o presidente eleito Jair Bolsonaro se reunirão nesta quinta-feira 01. Conforme disse, Moro está “em momento de reflexão”. É provável que sua resposta ao presidente – se aceita ser Ministro da Justiça, em um cenário em que o ministério reuniria mais poderes – não ocorra já nesse encontro.

Segundo pessoas ligadas a Moro, ele quer sentir até onde há uma "sintonia de pensamento" sobre as ações de Bolsonaro nas áreas de Justiça, segurança pública e combate à corrupção. Para o presidente, Moro seria a referência mais reluzente de um ministério de notáveis. O futuro ministro da Defesa, general Augusto Heleno, já afirmou que torce “muito para que Moro aceite”.

O objetivo de Moro, de acordo com pessoas mais próximas, será possível fazer uma ação forte na área de combate à corrupção e também de combate ao narcotráfico – mas isso depende do entendimento do presidente eleito. Paralelamente, o juiz federal entende que, no ministério, ele teria condições de bloquear movimentos políticos voltados a inibir os avanços da Operação Lava Jato. Ele também tem analisado a obrigatoriedade constitucional de pedir exoneração para ocupar o cargo de ministro da Justiça. Esse impedimento não existiria caso o convite fosse para ser ministro do Supremo Tribunal Federal .

Tanto Bolsonaro quanto Moro sabem que serão duramente criticados pelos partidos alvejados pela Lava Jato, especialmente o PT, na eventualidade do juiz aceitar ser ministro da Justiça. A avaliação, lógica, é que a decisão “legitimaria” o mantra do partido de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi preso em um esquema de ‘perseguição política’ da Justiça. Moro, entretanto, já deixou claro que isso não interferirá em sua decisão, pois entende que o PT criticaria de qualquer forma, ele aceitando ou não o convite.

Leia Também

Deixe um comentário

Reportagens recentes:
2011 - 2020 @ Líder Notícias - O Seu Canal de Informação | Desenvolvedor :: @ vJPacheco