Rejeição a Haddad cresce 9 pontos e chega a 41%; Bolsonaro tem 45%

A mesma pesquisa do instituto Datafolha, divulgada nesta terça-feira (2) que mostrou o crescimento de Jair Bolsonaro (PSL) e a ampliação da sua vantagem para Fernando Haddad (PT) na liderança da corrida eleitoral, mostrou um aumento significativo, de nove pontos percentuais, na taxa de rejeição ao petista.

O ex-prefeito de São Paulo viu sua rejeição crescer de 32% na sexta para 41%. A nova taxa representa empate técnico com o índice de Bolsonaro, que numericamente ainda é o mais rejeitado, com 45% – um ponto percentual a menos do que no levantamento anterior.

De catorze pontos, a rejeição aos dois candidatos agora representa quatro pontos. O número de eleitores que declararam não votar em Marina Silva (Rede) e Ciro Gomes (PDT) também oscilou positivamente. No caso da ex-senadora, cresceu de 28% para 30%; no do ex-ministro, foi de 21% para 22%. Geraldo Alckmin (PSDB) se manteve rejeitado por 24%.

Fonte: Bahia Notícias
Reações: 
O que você achou dessa notícia?

Publicações recentes

Reportagens recentes:

Deixe um comentário

Líder Notícias - O seu canal de informação! © 2013 - 2018 | Desenvolvido por Junior Pacheco