Menu Mobile 1

Menu Horizontal Fixo

Menu Horizontal Relativo

Propagandas [1110px]

Brasil registra 90 mil acidentes com escorpiões e número deve aumentar

11/01/2019

O Brasil teve 99 mortes e mais de 90 mil acidentes com escorpiões em 2018, segundo o Ministério da Saúde. 

O crescimento do número de acidentes envolvendo escorpiões no país colocou o Ministério da Saúde e o Instituto Butantan em alerta. Os órgãos estão desenvolvendo um projeto conjuntamente para instruir a população a como lidar com o problema. O número de acidentes diminuiu em relação à 2017, quando houve registro de 124 mil casos, mas o de mortes subiu, de 90 para 99. Em 2018, os escorpiões foram os animais peçonhentos que mais mataram, ultrapassando serpentes (74), aranhas (24), lagartos (7) e abelhas (47). Já em 2017, as serpentes provocaram mais óbitos – 101 contra 74. 

Devastação, e não o calor, aumenta a proliferação 

O biólogo Claudio Maurício Vieira, do Instituto Vital Brazil, explica que a alta incidência de ataques está relacionada à devastação da Mata Atlântica e não ao aumento da temperatura. “Está ligado ao modelo de ocupação que o país sofreu em áreas dominadas pela Mata Atlântica. Entre as espécies perigosas que temos no Brasil, há duas que são endêmicas da faixa Oeste brasileira que se favoreceram dessa remoção e chegaram às áreas urbanas”, explica. “O escorpião era um animal de campo aberto do interior de Minas Gerais. Ele se dispersou pelo país seguindo a trilha do desmatamento de forma ativa e passiva. Como está próximo ao homem, toda vez que o homem se movimenta, ele se movimenta junto”, completa. Vieira faz uma analogia ao Aedes aegypti, pois assim como o mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya, o escorpião tem facilidade de adaptação ao ambiente modificado pelo homem. “Esses escorpiões não são da Mata Atlântica, são de ambiente modificado. As galerias de esgoto são seu maior ponto de proliferação. Daí a importância do saneamento básico”. Ele ressalta que os acidentes com escorpiões tendem a se intensificar no verão, mas que não se compara ao que ocorre com os acidentes com cobras. “Os acidentes ofídicos acontecem majoritariamente no verão. Já os acidentes com escorpiões, especialmente no Sudeste e no Nordeste, ocorrem o ano inteiro”, afirma. Depois do Sudeste, o Nordeste é a região com o maior número de casos, 39 mil, de acordo com o Ministério da Saúde.

Resultado de imagem para escorpião

Publicações recentes

Deixe um comentário

Reportagens recentes:
Líder Notícias - O seu canal de informação! © 2013 - 2019 | Desenvolvido por Junior Pacheco