Menu Horizontal Fixo

Menu Horizontal Relativo

Propagandas [1110px]

Irecê: Prefeito desrespeita outra vez os professores e, sem aviso, paga salários com desconto

01/02/2019



Por: Eraldo Maciel
Foto: bnews.com.br
Centenas de professores da rede municipal de ensino de Irecê estão cobrando da prefeitura uma explicação para o “sequestro” de parte dos seus salários de janeiro. Os descontos, em alguns casos, chegariam à casa dos R$ 1.500; a maioria reclama de subtração em torno de R$ 500. Em todos os casos, porém, a mesma queixa: ninguém explicou ou avisou com antecedência absolutamente nada. Da mesma forma, a APLB ficou absolutamente muda.

A reação, ainda que não demonstrada publicamente, é muito forte. Como a “queda de braço” entre o prefeito Elmo Vaz e a categoria, que começou em 2018, parece que não tem um fim à vista, é quase certo que manifestações potentes serão organizadas – e o alvo direto dos profissionais da Educação é o prefeito. “Esse prefeito não respeita os educadores, não quer o bem da Educação”, disse uma professora.

No ano passado a já desgastada gestão de Elmo demorou seis meses para começar a negociar o pagamento do reajuste do Piso Salarial da categoria, estipulado em Lei Federal. Contando com o apoio “pelego” da APLB Sindicato, o prefeito conseguiu ficar sem pagar o reajuste por quatro meses e ainda parcelou o saldo devedor. Agora, quando os professores tem direito a um reajuste de 4,17%, mais uma vez nenhuma manifestação (nem pagamento) por parte da prefeitura municipal. Em lugar disso, um brutal desconto no salário.

É grande o número de professores que prefere contratar os serviços de um advogado particular a contar com o apoio da APLB. A entidade é acusada de ter “traído os interesses da categoria, aliando-se ao prefeito”, dizem os educadores, relembrando o episódio do ano passado, quando a APLB simplesmente desconsiderou a decisão de uma Assembleia Geral e formalizou, por conta própria, um acordo com chefe do Executivo que causou prejuízos à categoria que diz representar. A diretora da Delegacia do Feijão (APLB da região) é Fátima Abreu, cuja liderança vem sendo ignorada e contestada por grande parte dos educadores, que veem nela uma simples aliada política do atual prefeito de Irecê.

Até a noite deste dia 31 de janeiro os professores não sabiam o motivo dos descontos em seus salários.

Publicações recentes

Deixe um comentário

Reportagens recentes:
Líder Notícias - O seu canal de informação! © 2013 - 2019 | Desenvolvido por Junior Pacheco