Menu Mobile 1

Menu Horizontal Fixo

Menu Horizontal Relativo

Obra de Revitalização atende comunidade beneficiada com contenção de processos erosivos no Médio São Francisco baiano

26/02/2019

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), em parceria com o Exército Brasileiro, está realizando serviços para a contenção de processos erosivos em um trecho de 2,8 quilômetros às margens do rio São Francisco, na localidade de Porto Novo, no município baiano de Barra.
A contenção de processos erosivos está sendo realizada no local graças a uma parceria firmada entre a Codevasf e o Exército Brasileiro, por meio de seu 4º Batalhão de Engenharia de Construção. O investimento é de cerca de R$ 9 milhões, viabilizados em um termo de execução descentralizada firmado entre as instituições.
“O local é um dos diversos pontos críticos ao longo do São Francisco com relação à erosão, e a ação é fundamental para diminuir os processos erosivos e revitalizar, de modo que a população venha a usufruir melhor do rio. As enchentes durante o ano, geralmente de novembro a fevereiro, vão provocando os processos erosivos. Então, a gente faz o talude que promove uma espécie de suavização desse barranco formado, de modo a diminuir essa erosão”, explica o 2º Tenente Carlos, engenheiro civil do 4º BEC.
“Já executamos cerca de 66% da obra. Logo abaixo do talude, fizemos a trincheira, que serve como suporte para esse talude. Também faremos o plantio de mudas nativas da região em toda a área, o que diminuirá bastante o processo de erosão. Ela irá se tornar uma área de preservação permanente e será cercada. Faremos, ainda, 10 bebedouros, para acesso de animais, espalhados por todos os 2.800 metros da obra. A população também terá acesso a essas áreas. Além disso, na parte urbana do local, na Vila Porto Novo, serão feitos três cais para que os moradores possam usufruir do rio e realizar pesca”, informa o engenheiro civil e fiscal da Codevasf, Luiz Geraldo Bastos. Segundo Luiz Geraldo, as obras devem ser finalizadas no final do mês de novembro de 2019.
Uma das principais finalidades dessas intervenções de recuperação ambiental e de controle de processos erosivos ao longo do rio São Francisco é captar e acumular águas pluviais, aumentando, assim, a infiltração no solo e promovendo o abastecimento dos lençóis freáticos. Os serviços também ajudam a reduzir o escoamento superficial de água, o que evita o arraste de sedimentos, o empobrecimento do solo e o assoreamento dos cursos d’água.
“A qualidade e a seriedade na execução de serviços são marcas registradas do Exército, e essa é uma parceria extremamente importante para a população da região e para a própria Codevasf, que segue cumprindo o papel de fomentar o desenvolvimento regional. Reforça o nosso intuito de ampliar a parceria com o Exército para futuros trabalhos com essa natureza", diz o superintendente regional da Codevasf, em Bom Jesus da Lapa, Harley Nascimento.
“A revitalização é muito importante porque estão sendo criadas as condições necessárias para que o rio volte à sua condição do passado. Nós temos uma experiência muito boa com relação aos serviços do Exército Brasileiro. O trabalho vai mudar a vida do barranqueiro e de todo o povo dessa região porque vão voltar as condições do rio, vai voltar a pesca. O rio é o sustentáculo do povo que vive em suas margens ribeirinhas. O povo do nosso município está muito satisfeito com essa ação. Esse é um trabalho importante para toda a margem do rio São Francisco”, afirma o prefeito de Barra, Deonísio Ferreira.
A população da comunidade também está animada com a ação. “Tem 33 anos que moro no local. Com o tempo, a gente observou muitas mudanças. A maioria das grandes árvores do local já caiu. Agora, com a presença da Codevasf e do Exército, a gente espera que haja um progresso na condição do rio. A expectativa é que dê tudo certo, como já está dando. A gente observa o trabalho do Exército, está bacana, contribuindo muito com a comunidade. A gente está contente e se dispõe a contribuir da maneira que puder, porque sempre via essa situação e nada podia fazer”, ressalta Adaílton de Araújo Silva, morador do local.
Novas ações de contenção de processos erosivos no rio São Francisco devem ter início no ano de 2019, através de um convênio de R$ 18 milhões firmado entre a Codevasf e a Companhia de Engenharia Rural da Bahia (Cerb). Outras localidades à margem do rio também foram contempladas com as ações, como Gameleira (Sítio do Mato-BA), Malhada (sede do município), Fazenda Grande (Muquém do São Francisco-BA) e Tapera (Xique Xique). “Temos todo o levantamento das áreas mais degradadas às margens do rio São Francisco e estamos envidando esforços para que mais comunidades sejam atendidas” complementa o superintendente regional da Codevasf, Harley Nascimento.
Fonte: ASCOM/Codevasf

Publicações recentes

Deixe um comentário

Reportagens recentes:
Líder Notícias - O seu canal de informação! © 2013 - 2019 | Desenvolvido por Junior Pacheco