Menu Mobile 1

Menu Horizontal Fixo

Menu Horizontal Relativo

Ricardo Boechat: O jornalismo perdeu o seu melhor âncora

11/02/2019



Por: Eraldo Maciel
Não quero cair na vala comum dos que condenam tudo ou, pior, aprovam tudo – só depende do lado em que estão. Quero ser, apenas e tão somente, justo.

Perdemos Ricardo Boechat. Nós, brasileiros, perdemos um grande jornalista. Contundente, polêmico, direto, dono de um raciocínio rapidíssimo. Para certos poderosos, isso era como veneno letal. Boechat abriu sua artilharia contra praticamente tudo e todos: celebridades, religiosos, políticos, autoridades do governo, do Legislativo e do temido Judiciário. Ninguém escapou ileso dos comentários ferinos do combativo jornalista. Gilmar Mendes que o diga.

Ricardo Boechat era de esquerda? Não importa. E se fosse de direita?
Ao nos despir de qualquer viés político ideológico, enxergaremos em Boechat um profissional que foi, em praticamente todo o tempo, ele mesmo. Teve a coragem que muitos que o criticaram não tinham. Posicionou-se de acordo com suas convicções. Vi muitas de suas mais ácidas críticas serem disparadas contra gente da esquerda política.

De certa forma estamos ‘um pouco’ órfãos. Partiu para sempre um jornalista criativo, que consolidou o jornalismo opinativo como a vertente mais forte da imprensa brasileira. Foi Ricardo Boechat que tornou as manhãs do rádio uma parada obrigatória para os poderosos de plantão.

O Brasil perdeu talvez o seu mais perspicaz âncora da atualidade. E nós, jornalistas, perdemos uma referência, um farol.

Publicações recentes

Deixe um comentário

Reportagens recentes:
Líder Notícias - O seu canal de informação! © 2013 - 2019 | Desenvolvido por Junior Pacheco