COVID-19
Ouça nossas rádios
Play Pause Entrar
Play Pause Entrar
Play Pause Entrar
Play Pause Entrar

Ouça essa matéria

Jovem de Ruy Barbosa representa a Bahia no encontro "Economia de Francisco" na Itália

26/02/2020

A jovem bióloga e especialista em Gestão de Cooperativas, Renata Silva de Jesus, natural do município de Ruy Barbosa, na Chapada Diamantina, vai representar a Bahia em evento na Itália no mês de março. Trata-se do congresso ‘Economia de Francisco’, que movimenta a cidade italiana de Assis entre os dias 26 e 28 de março de 2020. 

Atualmente Renata desenvolve trabalho com mulheres extrativistas do licuri na microrregião de Capim Grosso, semiárido baiano. Ela atua na Cooperativa de Produção do Piemonte da Diamantina e é gestora do ‘Projeto Aliança Produtiva’, da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), órgão do Governo do Estado, com foco em comercialização dos derivados do licuri. Segundo a bióloga, o encontro na Itália é uma iniciativa do Papa Francisco que tem como proposta economia justa, sustentável e inclusiva. “A agenda prevê debates sobre trabalho e cuidado, gestão e dom, finança e humanidade, agricultura e justiça, energia e pobreza, lucro e vocação, políticas para a felicidade, desigualdade social, negócios e paz, economia e mulher, empresas em transição, vida e estilos de vida e economia solidária”. 

O evento é destinado a jovens envolvidos no âmbito da pesquisa e trata-se de uma experiência em que teoria e prática se entrelaçam para construir novas ideias e colaborações. Os temas da desigualdade social e da devastação ambiental ocuparão o centro das atenções. “O Papa Francisco propõe uma economia que faz viver e não matar, inclui e não exclui, humaniza e não desumaniza, cuida da criação e não a depreda e afirma a necessidade de corrigir os modelos de crescimento incapazes de garantir o respeito ao meio ambiente, o acolhimento da vida, o cuidado da família, a equidade social, a dignidade dos trabalhadores e os direitos das futuras gerações’, ressalta a especialista em Gestão de Cooperativas. 

A agenda prevê um pacto com os jovens, independente de crença e nacionalidade, para mudar a economia atual e esperança para o futuro, para que seja mais justo, sustentável e com um novo protagonismo de quem hoje é excluído. “Hoje, segundo a FAO, 851 milhões de pessoas passam fome. A população mundial é de 7,6 bilhões de pessoas, e o planeta produz alimentos suficientes para 11 bilhões de bocas. Portanto, não há falta de recursos, há falta de justiça. Como não há falta de dinheiro, e sim de partilha e o objetivo do Papa Francisco é que vigore no mundo uma economia socialmente justa, economicamente viável, ambientalmente sustentável e eticamente responsável”, completa Renata. 

Fonte: Jornal da Chapada

Leia Também

Reportagens recentes:
2011 - 2020 @ Líder Notícias - O Seu Canal de Informação | Desenvolvedor :: @ vJPacheco