COVID-19
Ouça nossas rádios
Play Pause Entrar
Play Pause Entrar
Play Pause Entrar
Play Pause Entrar

Ouça essa matéria

Jovens acusam integrantes do Circo Globo Max de homofobia, com agressões físicas e verbais em Irecê

28/02/2020

Integrantes da comunidade LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Travestis), acusam integrantes do Circo Globo Max, instalados na cidade de Irecê, de homofobia, com agressões físicas e verbais. O fato ocorreu na madrugada da última quinta-feira (27).
Segundo as vítimas, as ofensas ocorreram na praça Clériston Andrade/praça do São João. Uma das vítimas, identificada em um perfil do Instagram como Samuhka Martys, realizou uma publicação relatando o fato das ofensas com diversas piadas homofóbicas, quando, ao retrucar exigindo respeito, em seguida a situação acabou ficando tensa e sem controle.

Um dos integrantes saiu para fora (do circo) bastante alterado, e partiu para (a) agressão de @oficmathy (outra vítima), e no decorrer desse desentendimento fomos ameaçados pelos mesmos, que mostraram que estavam armados e com fortes intimidações que nos puseram para correr do local. Saímos dali devastados e até traumatizados”, diz um trecho da publicação nas redes sociais. 

“Pra quem nos conhecem, sabem do nosso valor moral, ética e respeito, e que jamais levantaríamos em falso ou até mesmo dado motivos para tais agressores agirem de forma ingênua”, termina a publicação. 

Veja na integra.
Os envolvidos na situação realizam uma campanha nas rede sociais pela “expulsão” do circo da cidade. O Boletim de Ocorrência será realizado hoje, sexta-feira (28).

Leia Também

Reportagens recentes:
2011 - 2020 @ Líder Notícias - O Seu Canal de Informação | Desenvolvedor :: @ vJPacheco