COVID-19
Ouça nossas rádios
Play Pause Entrar
Play Pause Entrar
Play Pause Entrar
Play Pause Entrar

Ouça essa matéria

Mais da metade dos casos de feminicídio na BA seguem com suspeitos foragidos e famílias fazem apelo: ‘Aguardando justiça’

08/03/2020

Primeiro dia de 2020, 7h30 da quarta-feira (1°) e o corpo da jovem Adriele Souza Ribeiro, de 21 anos, foi encontrado na Rua Castelo Branco, no Parque Verde 1, em Camaçari, região metropolitana de Salvador.


Conforme a polícia, o suspeito de cometer o crime é o companheiro dela, Marcos Vinicius Morais Oliveira, que fugiu do local e permanece foragido mais de três meses depois do crime. Quatro dias depois do corpo de Adriele ser achado, Tatiane da Silva Jesus, de 27 anos, foi morta a facadas, no município de São Gonçalo dos Campos, a cerca de 100 quilômetros de Salvador. O suspeito de cometer o crime também é o ex-companheiro da vítima e ele segue foragido. Os casos de Adriele Ribeiro e Tatiane Jesus foram os primeiros registrados no estado pelo G1 neste ano. Eles se assemelham a muitos outros noticiados quase todos os dias.

 

Adriele Souza Ribeiro, de 21 anos, foi morta na cidade de Camaçari e companheiro é suspeito de cometer crime — Foto: Reprodução/redes sociais Segundo a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), sete casos de feminicídio foram registrados em janeiro deste ano. Dois deles aconteceram na região metropolitana de Salvador e os outros cinco em cidades do interior. Desses, ao menos quatro suspeitos seguem foragidos da Justiça. A SSP ainda não divulgou os números do mês de fevereiro.




Leia Também

Reportagens recentes:
2011 - 2020 @ Líder Notícias - O Seu Canal de Informação | Desenvolvedor :: @ vJPacheco