COVID-19
Ouça nossas rádios
Play Pause Entrar
Play Pause Entrar
Play Pause Entrar
Play Pause Entrar

Ouça essa matéria

Uibaí: Município permite abertura de novos estabelecimentos

14/04/2020



Em novo vídeo divulgado nas redes sociais, o prefeito de Uibaí, Birinha Levi, comemorou o fato da cidade não ter registrado nem sequer um caso suspeito de covid-19. Mas, conclamou a comunidade a manter o isolamento e a continuar com as medidas de limpeza, higiene e prevenção ao vírus. Entretanto, para impedir que moradores saiam do município em busca de bens e serviços, o prefeito, no uso de suas atribuições e consciente da responsabilidade, publicou o decreto nº 60 que libera o funcionamento dos seguintes estabelecimentos com as devidas restrições:

Academia;

O numero máximo de pessoas, de forma simultânea, não poderá exceder o limite de 10, sendo o proprietário(a) responsável pelo controle do fluxo.

Salão de Beleza e Clinica Estética;

Só poderá atender exclusivamente um cliente por vez, sem fila de espera para evitar aglomeração.

Bar, Restaurante, Lanchonete e Adegas;

O funcionamento só será permitido para função delivery ou drive thru, não será permitido em hipótese nenhuma a entrada do cliente e terceiros. Proibido também o consumo do produto na frente do estabelecimento.

Feiras Livres;

Ocorrerá sempre na segunda-feira com permissão apenas para barracas de munícipes de Uibaí.

Óticas, lojas de roupas, calçados, artigos de presentes, lembranças, artesanatos, materiais esportivos e outros segmentos relacionados aos supracitados;

Devem adotar todas as medidas estabelecidas pelas autoridades de saúde de prevenção ao contágio e infecção viral relativa ao COVID-19, tais como: limitar o fluxo de pessoas nas suas atividades comerciais, duas por vez, respeitando a distância mínima de 1,5m entre pessoas. Na entrada do seu estabelecimento deve ser disponibilizado álcool gel e toalhas descartáveis.

Mas, fiquem atentos: o mesmo decreto estabelece que “o não cumprimento do decreto por meio dos comerciantes, acarretará na suspensão do alvará e do funcionamento do estabelecimento pelo prazo de 10 dias úteis, caso haja reincidência, a suspensão e a proibição serão de 30 dias úteis, insistindo no não cumprimento, acontecerá o cancelamento do alvará e a proibição do funcionamento. Sendo passível em qualquer das etapas a cobrança de multa, segundo o código tributário municipal”.

Prefeitura Municipal de Uibaí - Terra de um povo influente!


Leia Também

Reportagens recentes:
2011 - 2020 @ Líder Notícias - O Seu Canal de Informação | Desenvolvedor :: @ vJPacheco