COVID-19
Ouça nossas rádios
Play Pause Entrar
Play Pause Entrar
Play Pause Entrar
Play Pause Entrar

Ouça essa matéria

Ipupiara: Prefeito tem rejeição de contas mantida pelo TCM e terá de devolver mais de R$736 mil

20/07/2020

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) não tem aliviado para os prefeitos baianos e, mesmo durante a pandemia do novo coronavírus, mantém julgamentos de contas por meio de sessões virtuais. 
No dia 10 de julho, foi a vez do prefeito do município de Ipupiara, ter suas contas rejeitadas pelo órgão pela segunda vez. É que o conselheiro Paolo Marconi manteve a rejeição das contas referentes ao ano de 2018 de Ascir Leite (PP).

De acordo com o TCM, o gestor progressista é acusado de diversas irregularidades, como o “descumprimento do artigo 212 da Constituição Federal, ao ter aplicado 23,07% da receita de imposto em educação, quando o mínimo exigido é 25%”. O político foi multado em R$5 mil pelo órgão fiscalizador e terá de restituir mais R$736 mil da conta do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Conforme dados, o prefeito Ascir Leite recorreu da primeira decisão e apresentou “novas planilhas visando a regularização dos processos de pagamentos no total de R$1.103.925,51, glosados nos exames mensais da 27ª Inspetoria Regional”. A alegação não foi aceita pelo TCM e existe a suspeita de que não ocorreu prestação de alguns serviços.

“O fato é que para cada processo de pagamento glosado, a defesa apresentou informações e documentos conflitantes em cada fase de julgamento do presente processo. Ocorre que as declarações assinadas pelos prestadores de serviços e diretores escolares sequer estão acompanhadas de documentos pessoais de identificação, tais como RG e CPF, impossibilitando a conferência de autenticidade das assinaturas”, aponta o TCM. 

Fonte: Jornal da Chapada e TCM.

Leia Também

Reportagens recentes:
2011 - 2020 @ Líder Notícias - O Seu Canal de Informação | Desenvolvedor :: @ vJPacheco