COVID-19
Ouça nossas rádios
Play Pause Entrar
Play Pause Entrar
Play Pause Entrar
Play Pause Entrar

Ouça essa matéria

Irecê compra máscaras pelo dobro do preço com investigada na 'Falso Negativo'

08/07/2020

A prefeitura de Irecê, no Centro Norte baiano, adquiriu máscaras de proteção individual para serviços de saúde com a empresa investigada por vender testes falsos de novo coronavírus, identificada como MS Med Distribuidora de Medicamentos. 
A compra foi feita com dispensa de licitação em caráter emergencial. Além disso, os preços se mostraram superiores aos de mercado. Conforme o diário oficial do município [a informação também consta no TCM-BA], a compra de 3 mil máscaras PFF2 com manta de carvão ativo saiu por R$ 74.400, o que dá R$ 24,80 por unidade. Uma máscara do mesmo tipo no Mercado Livre pode ser comprada em um preço mínimo por R$ 12. 
De acordo com o diário da prefeitura, o material seria destinado para “atender as demandas dos serviços de saúde frente à pandemia”. Na semana passada, a Operação Falso negativo cumpriu mandados de busca e apreensão em Irecê e São Gabriel. Desencadeada pelo Ministério Público do Distrito Federal, com apoio do MP-BA, a ação apura supostas irregularidades na compra de testes para Covid-19 de baixa qualidade. Os promotores estimam que o superfaturamento na compra dos testes superaram R$ 40 milhões.
Fonte: Bahia Notícias 


Em relação a matéria divulgada pelo Bahia Notícias é reproduzida pelo nosso site, a Prefeitura Municipal de Irecê não se manifestou oficialmente sobre o assunto. Pelas redes sociais, o prefeito de Irecê, Elmo Vaz, tratou o assunto como “fakenews” e atribuiu a matéria a oposição. “Com relação a matéria divulgada no Site BN encomendado pela Oposição local, informamos tratar-se de mais um FAKENEWS (notícia falsa). Os responsáveis pela matéria mentirosa serão acionados judicialmente”, diz o prefeito.





Leia Também

Reportagens recentes:
2011 - 2020 @ Líder Notícias - O Seu Canal de Informação | Desenvolvedor :: @ vJPacheco