COVID-19
Ouça nossas rádios
Play Pause Entrar
Play Pause Entrar
Play Pause Entrar
Play Pause Entrar

Ouça essa matéria

Salvador cogita possibilidade de aulas para educação infantil não voltarem em 2020

10/08/2020


O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), afirmou nesta segunda-feira que há possibilidade de as aulas para educação infantil não voltarem este ano na rede pública, devido à pandemia do novo coronavírus. De acordo com ele, ainda não há decisão sobre isso, já que as medidas para retomada do ensino não foram finalizados e divulgados. No entanto, diante da dificuldade de crianças respeitarem protocolos de segurança, “talvez faça sentido não voltar a educação infantil este ano”, sinalizou Neto. 


Em entrevista coletiva para apresentar os 55 novos respiradores que vão reforçar a rede hospitalar no combate ao novo coronavírus, o prefeito disse que os protocolos para a volta às aulas precisarão levar em conta as idades dos alunos.

“Você ter um protocolo seguro para um ambiente de crianças de 3, 4 anos de idade é muito mais difícil do para jovens de 16, 17 anos. As crianças não têm maturidade para manter distanciamento, higienização. Quando voltar, vai ser natural que esse critério da idade dos alunos seja levado em consideração. Talvez faça sentido não voltar a educação infantil este ano. Já talvez não faça sentido não voltar para o ensino universitário ou ensino médio. Não dá para tratar de maneira uniforme”, explicou Neto após ser questionado sobre o assunto nesta manhã.

Ainda conforme o prefeito, uma possibilidade também é que as aulas sejam alternadas entre presenciais e virtuais, diante da dificuldade de que as salas recebam a mesma quantidade de alunos do período pré-pandemia. Ele voltou a destacar, no entanto, que só vai tratar do anúncio dos protocolos após 15 dias do início da fase 2 de retomada da economia, aberta nesta segunda. 


AULAS NA RMS


O prefeito aproveitou para pedir aos prefeitos das cidades da Região Metropolitana de Salvador (RMS) que só retomem as aulas após a capital baiana fazer o mesmo. 


“Não cogitem tomar nenhuma decisão de abertura, de retomada das aulas, descasada da prefeitura de Salvador, do governo do Estado, pois os leitos estão aqui. É preciso haver compasso, adequação das decisões da Região Metropolitana com a prefeitura de Salvador”, apelou.

Leia Também

Reportagens recentes:
2011 - 2020 @ Líder Notícias - O Seu Canal de Informação | Desenvolvedor :: @ vJPacheco