COVID-19
Ouça nossas rádios
Play Pause Entrar
Play Pause Entrar
Play Pause Entrar
Play Pause Entrar

Ouça essa matéria

Presidente Dutra: Grupo de situação acusa candidato de oposição de censura após decisão judicial; coligação rebate acusações

28/09/2020


“Juventude pela democracia” que apoia o grupo político do candidato de situação Robertão, acusou o candidato de oposição Pedro Rocha de censurar um ato político de apoio a Robertão. 

Segundo informações, organizada pelo grupo “Força Jovem Pela Democracia”, a caminhada em prol da democracia presidentedutrense, marcada para ocorrer na tarde deste domingo, 27, na Praça do Banco do Brasil, foi suspensa por decisão do Juiz Alexandre Lopes, atendendo ação do candidato do PSB, Pedro Rocha Sobrinho.

O candidato Robertão (MDB) disse que “é lamentável que estejamos vivendo, em pleno exercício de democracia, uma clara censura à manifestação do povo. O que me levou a disputar pela primeira vez a prefeitura, foi quando investigamos e comprovamos que um filho de uma família pobre foi expulso de dentro de um carro, pago pela prefeitura para levar estudantes para Irecê, onde fazia um cursinho preparatório para o vestibular, somente por ter votado contra o prefeito da época”, disse o emedebista.

Robertão salientou ainda que “naquela época, a então primeira dama teve esta atitude absurda de prejudicar o futuro universitário de um jovem por questão política. Hoje, a juventude foi impedida de fazer um movimento pela paz e pela democracia, porque o mesmo grupo que expulsou o jovem daquele carro, em 2003, que não gosta de pessoas humildes e odeia a democracia, tenta voltar ao comando da Prefeitura e não quer enfrentar a força que vem do povo”, disse.

De acordo com a coordenação do grupo “Força Jovem Pela Democracia”, todas as medidas de segurança de prevenção à Covid-19, justificativa usada na representação, sob o argumento de evitar aglomeração, estavam sendo adotadas, como distanciamento entre pessoas, uso de máscara e álcool em gel. 

“Engraçado que eles ajuizaram contra o movimento da juventude e, no entanto, anunciaram um movimento das mulheres para o mesmo turno, na Praça do Comércio. Ou seja, para nossos adversários, aglomeração não oferece risco. Mais uma vez reforço meu compromisso com uma campanha de paz, propositiva e democrática. Esta censura aos jovens me estimula ainda mais a lutar pela democracia. Derrotamos os perseguidores daquela época e vamos derrotar os censuradores de agora”, diz Robertão.

A Coligação “Coragem para Mudar Presidente Dutra”, através do seu candidato a prefeito Pedro Rocha, esclarece que NÃO HÁ QUALQUER CENSURA na campanha eleitoral do município e enviou uma nota à imprensa desmentindo o fato.

Segundo a nota, o juiz Alexandre Lopes, sem entrar no mérito da representação, suspendeu o ato de apoio ao candidato adversário pela violação às regras sanitárias, ao Decreto Municipal da lavra do prefeito Silvio Mario, patrocinador da candidatura adversária, ao Decreto Estadual e à Resolução n° 30 do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia. 

“Além disso, observamos que em reunião com o juiz eleitoral, que contou com a presença do representante jurídico do adversário, ficou acordado que NÃO aconteceriam atos de campanha que colocassem em risco a saúde do povo presidutrense. O decreto municipal, em seu art. 8°, informa que há um aumento exponencial de caso de Coronavirus no município. É importante que o adversário, que omite informação, fale toda a verdade e cumpra com o acordo firmado perante o juiz eleitoral. Ademais, cumpre esclarecer que a coligação Coragem Para Mudar Presidente Dutra não acionou qualquer integrante do movimento Força Jovem, mas sim o candidato e o prefeito do município, ao contrário da coligação adversária que processou, dias atrás, dois jovens presidutrense por conta das suas livres e constitucionais liberdades de expressão na internet. Por fim, é até ilário pensar que a coligação capitaneada pelo PROFESSOR Pedro Rocha, notável defensor da educação, com 40 anos de docência, tenha perseguido algum estudante, ainda mais um filho da terra. Essas palavras só podem ser de alguém que desconhece o trabalho de alguém que dedicou sua vida a educação pública de qualidade ou de alguém que patrocinou o desmanche dos direitos dos professores municipais. Se o candidato adversário parar de falar mentiras a respeito da Coligação Coragem Para Mudar Presidente Dutra, prometemos não falar verdades a respeito dele. É o esclarecimento”, diz a nota.



Leia Também

Reportagens recentes:
2011 - 2020 @ Líder Notícias - O Seu Canal de Informação | Desenvolvedor :: @ vJPacheco