COVID-19

Ouça essa matéria

Prefeitura de Salvador está disposta a comprar vacinas contra covid, diz Neto

04/12/2020


 Salvador já se prepara para a futura vacinação contra a covid-19, comprando freezers para armazenar imunizantes que precisam de uma temperatura específica para conservação. A informação foi confirmada pelo prefeito ACM Neto nesta sexta-feira (4), durante evento de entrega de nova sede da Guarda Municipal, na Avenida San Martin. Além disso, ele afirmou que a prefeitura vai estar disposta a comprar vacinas para complementar a imunização da população, caso o governo federal não garanta a todos. "Vamos entrar com força na corrida pela vacina", afirmou, dizendo que a vacinação do povo de Salvador será a prioridade."Salvador já dispõe de três freezers que permitem o armazanamento de vacinas a - 70ºC", diz. "Dei determinação ao secretário (de Saúde, Leo Prates) que abrisse diálogo direito, imediato, com as indústrias que estão fazendo as vacinas", acrescentou. Ele disse que já viajou a São Paulo para conversar com o Instituto Butatan, que vai produzir a vacina Coronavac no Brasil.

"Claro que a gente não vai poder fazer nada antes que haja uma autorização do governo federal, é bom deixar isso claro. Porém a disposição da cidade de Salvador é que caso o governo federal não disponibilize uma quantidade suficiente de vacinas para imunizar todos, eu defendo que prefeitura e governo do estado se unam para comprar vacinas e acelerar o trabalho de imunização na capital", explicou Neto.

O prefeito disse que a cidade só usará vacinas autorizadas pela Anvisa, e estando autorizadas, não haverá distinção entre nacionalidades dos fabricantes. "Conversei com Bruno Reis, será ele o prefeito, a prefeitura tem sim, disposição de comprar vacinas, desde que seja feito em parceria com o governo da Bahia".Ele voltou a criticar a falta de planejamento do governo federal em relação à vacinação. "Nesse momento, o mais importante é que todos somem os esforços", disse. "Não interessa se é a do Butantan, se é a da Pfizer... Aquela que estiver acessível, comercializada e for segura, nós temos que correr atrás".

Para o momento de alta de casos de covid na capital, o prefeito diz que determinou aceleração na disponibilização de novos leitos clínicos e de UTI para pacientes. "Meu desejo é que a gente volte ao patamar que foi ofertado pela prefeitura no pico da pandemia aqui em Salvador. Hoje estamos com taxa de ocupação de 65%. Está variando de 50% a 70%. Relativamente sob controle", afirmou, dizendo que agora é a hora de se preparar para "um cenário mais complicado".

Fonte O Correio

Leia Também

Reportagens recentes:
2011 - 2020 @ Líder Notícias - O Seu Canal de Informação | Desenvolvedor :: @ vJPacheco