COVID-19

Ouça essa matéria

Vilas-Boas critica Anvisa por decisão que impede importação da Sputnik V

27/04/2021

O secretário estadual da Saúde, Fábio Villas-Boas, criticou a decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de negar pedido de autorização emergencial para importação da Sputnik V, vacina contra Covid-19 produzida na Rússia.
O titular da Sesab criticou a justificativa do órgão, que apontou falta do relatório técnico capaz de comprovar a qualidade do imunizante e falhas de segurança associadas ao desenvolvimento do produto. Para Vilas-Boas, as exigências da Anvisa estão desconectadas da realidade atual, marcada pelo agravamento da pandemia e pela escassez de vacinas contra a doença.

“A simples ida deles [de inspetores da Anvisa à fábrica da vacina] a Moscou não iria resolver a infinidade de questionamentos e documentos que eles solicitaram. A estimativa da nossa área técnica, em parceria com a equipe da Bahiafarma, é que a demora seja em torno de seis meses para conseguir responder a quantidade de questionamentos.
Existe uma desconexão da realidade do que nós vivemos com as exigências que a Anvisa está fazendo”, disse o secretário, em entrevista à TV Bahia. Vilas-Boas também julgou acertada a decisão do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), que deu nesta segunda-feira (26) 30 dias para a Anvisa decidir sobre o pedido da Bahia para importar a vacina (leia mais sobre a decisão aqui). “O ministro foi muito claro ao dizer que a Anvisa não pode simplesmente continuar afirmando que há ausência de documentos, benefícios e segurança. O que nós assistimos ontem na apresentação dos diretores dos técnicos da Anvisa foi um desfile de tecnicalidades, batendo na mesma tecla: ‘eu não sei’, ‘tenho receio’, ‘pode ser', 'talvez'' (...)
A decisão de ontem não atende a determinação do ministro Lewandowski, não prova informações de riscos e ameaças, apenas alega, faz alusão a potenciais riscos que não estão sendo confirmados na prática." “Na Argentina, a Sputnik é a principal vacina e nós não estamos vendo os ‘hermanos’ morrendo, virando um jacaré. A Sputnik para os argentinos é a CoronaVac para brasileiros”, ironizou o secretário.
Fonte:Bahia Notícias

Leia Também

Reportagens recentes:
2011 - 2020 @ Líder Notícias - O Seu Canal de Informação | Desenvolvedor :: @ vJPacheco