COVID-19

Ouça essa matéria

Capitão Alden esclarece que não pediu sigilo no processo do Conselho de Ética

21/06/2021

 Deputado destaca que solicitação foi para respeitar o “Segredo de Justiça” de documentos Na manhã desta segunda-feira (21), o Capitão Alden, deputado estadual alvo do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Assembleia Legislativa da Bahia, falou durante participação na Brado Rádio sobre o suposto pedido de sigilo no processo aberto contra ele. O parlamentar esclareceu que sua solicitação foi apenas para que fosse respeitado o “Segredo de Justiça” de documentos apresentados, pois existe a necessidade de atender às orientações jurídicas.
 De acordo com o deputado Bolsonarista, alguns veículos de comunicação divulgaram de forma equivocada o seu pedido junto ao Conselho de Ética e Decoro Parlamentar. “Se eu como parte do processo divulgo informações que estão correndo neste órgãos em sigilo [Segredo de Justiça] quem comete crime sou eu. Então isso foi para preservar a harmonia dos poderes e para preservar, inclusive, as pessoas que estão envolvidas no devido processo, porque o secretário da Saúde [Fábio Vilas-Boas] está envolvido no processo e o governador do estado [Rui Costa]”, explica Alden.

  Processo - O deputado estadual Capitão Alden foi alvo do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Assembleia Legislativa da Bahia após gravar uma live em que se atrapalhou ao falar sobre emendas impositivas e trocou os termos “Governo do Estado” por “Prefeitura”. Na época ele fez retratação, mas mesmo assim foi acionado junto ao Conselho de Ética e Decoro Parlamentar.

Leia Também

Reportagens recentes:
2011 - 2020 @ Líder Notícias - O Seu Canal de Informação | Desenvolvedor :: @ vJPacheco