COVID-19

Ouça essa matéria

Deputado Capitão Alden defende aulas de tiro para mulheres vítimas de violência

05/06/2021

Parlamentar é autor de PL para criação e oferta de curso de defesa pessoal e tiro A violência contra a mulher ainda é um tema recorrente nas principais metrópoles e cidades do interior do Brasil. Na Bahia nos primeiros seis meses de 2019, o estado registrou 5.312 casos de lesão corporal dolosa em decorrência de violência doméstica. No mesmo período, em 2020, foram 4.738.
Segundo dados do Monitor da Violência. O deputado estadual Capitão Alden, uma das principais vozes conservadoras na Bahia, sensibilizado com os indicadores, o parlamentar foi autor de um Projeto de Lei (PL) que dispõe sobre a criação e oferta de aulas e curso de defesa pessoal, tiro de defesa e noções de sobrevivência urbana para mulheres vítimas de violência no estado.
 Na prática, de acordo com o deputado Bolsonarista, o PL visa a implementação de medidas efetivas a favor do público feminino em situação de violência. “O curso poderá ser realizado em espaços da Rede de Atendimento às mulheres em situação de violência doméstica e familiar, Centros de Referência de Assistência Social, Escola e Clubes de Tiro, Academias de Defesa Pessoal, de Artes Marciais e de Treinamento e Sobrevivência Urbana, ou em Instituições Públicas e Privadas, adequadas para esta finalidade, devidamente registradas nos órgãos competentes”, explica Alden. Outras ações - Em março de 2021, o deputado estadual Capitão Alden protocolou junto a Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) um Projeto de Indicação focado na implantação da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM) na cidade de Luís Eduardo Magalhães.
O parlamentar ressalta que o município vem abraçando a causa e desde que a nova gestão municipal assumiu, as ações em favor das mulheres têm sido potencializadas. Um grande exemplo disto foi a implantação do Centro de Apoio à Mulher (CAM), que foi inaugurado em 8 de março de 2021. O CAM é um setor ligado à Secretaria de Trabalho e Assistência Social e à Secretaria de Segurança Pública da Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães.

Desde seu início até a presente data, o CAM já registrou 448 atendimentos diversos: orientação presencial, acolhimento remoto, acompanhamento psicológico, atendimento jurídico, entre outros.

Leia Também

Reportagens recentes:
2011 - 2020 @ Líder Notícias - O Seu Canal de Informação | Desenvolvedor :: @ vJPacheco