COVID-19

Ouça essa matéria

ALDEN quer capacitação em Primeiros Socorros para POLICIAIS MILITARES

18/08/2021

Atento aos riscos da atividade policial, o deputado Capitão Alden (PSL) defendeu, através de um projeto de lei protocolado na Assembleia Legislativa, a preparação de policiais militares no que se refere à realização dos procedimentos de primeiros socorros e de urgência. O PL versa ainda acerca da capacitação e treinamento dos PMs para uso de materiais, equipamentos e técnicas para atendimento pré-hospitalar em ambiente de crise ao efetivo, para socorro próprio ou para atendimento a outro agente de segurança pública em situação de urgência e emergência.
Conforme o projeto, cursos de capacitação e treinamento deverão ser ministrados por entidades municipais ou estaduais, especializadas em práticas de auxílio imediato e emergencial, tais como Corpo de Bombeiros, Serviços de Atendimento Móvel de Urgência, Defesa Civil, Forças Policiais, Secretarias de Saúde, Cruz Vermelha Brasileira ou serviços assemelhados, tendo como objetivo identificar e agir preventivamente em situações de emergências e urgências médicas; intervir no socorro imediato dos acidentados até que o suporte médico especializado, local ou remoto, torne-se possível.
“É indiscutível a necessidade de procedimentos que visem assegurar o resguardo da vida ou minimização de ferimentos graves decorrentes de situações de risco que os agentes enfrentam no cumprimento das missões, sejam riscos físicos, ou de morte, relacionados estritamente ao desempenho das funções, o que justifica, sem sombra de dúvidas, a aprovação deste projeto, pois em casos de lesão grave ou ferimento, o efetivo estará devidamente preparado com técnicas de primeiros socorros, socorro de urgência, uso de materiais, equipamentos e técnicas para atendimento pré-hospitalar em ambiente de crise ao efetivo”, afirmou Alden.
Para o parlamentar, a função do Policial Militar engloba diversas atividades, dentre elas, a condução de veículos de emergência, viaturas policiais e afins. Conforme ressaltou o deputado, tais veículos, via de regra, são utilizados no patrulhamento ostensivo de vias públicas, na condução de presos para audiências ou recolhimento às unidades penitenciárias, na realização de escolta de valores institucionais, na segurança de dignitários, ou na interdição de vias em decorrências de eventos ou desastres.
Ainda de acordo com Capitão Alden, a atuação dos agentes requer elevado esforço profissional, uma vez que labutam diuturnamente para preservar a ordem pública, a vida, a liberdade, o patrimônio e o meio ambiente, de forma a assegurar, com equilíbrio e equidade, o bem-estar social, competindo-lhe promover os meios necessários para difundir a importância do papel da junto à sociedade, de forma a viabilizar confiança da população.

“Diante disso, para assegurar o cumprimento das missões, correm os riscos físicos e de morte relacionados estritamente ao desempenho das funções, o que justifica, sem sombra de dúvidas, a aprovação deste projeto, pois em casos de lesão grave ou ferimento, os agentes estarão devidamente preparados com os equipamentos de primeiros socorros para aquela situação”, afirmou.
Para Alden, com a implementação da proposta, o policial estará preparado para participar do processo ordenado para obter informações sobre os problemas de natureza clínica ou traumática da vítima, por meio de entrevista e técnicas específicas, procurando identificar as alterações oferecendo-lhe os cuidados de Primeiros Socorros de modo a manter a vítima estabilizada, buscando sempre melhorar seu estado geral até a chegada do profissional especializado ou atendimento hospitalar.
Fonte: ALBA

Leia Também

Reportagens recentes:
2011 - 2020 @ Líder Notícias - O Seu Canal de Informação | Desenvolvedor :: @ vJPacheco