COVID-19

Ouça essa matéria

Capitão Alden se posiciona a favor da rejeição de projeto que prevê punição a quem exibir armas de fogo nas redes sociais

30/09/2021




Defensor das pautas pro-armamentistas, Capitão Alden se posicionou a favor, nesta quinta-feira (30), da decisão da Comissão de Segurança Pública da Câmara dos Deputados que rejeitou o Projeto de Lei 2421/20. A proposta tinha como objetivo punir a exibição de armas de fogo nas redes sociais ou a demonstração de técnicas de uso e treinamento, por pessoas alheias à indústria de armamento, ao comércio e aos cursos de tiro autorizados.




Instrutor de Armamento e Tiro, Alden voltou a defender a política armamentista do governo Bolsonaro e flexibilização de compra e posse de armas, criticando o governador Rui Costa (PT), que é contra a pauta e as medidas federais, mas que “brinca de fazer Segurança Pública”.




“A nossa defesa pro-armamentista tem a ver com liberdade, com a segurança dos cidadãos, com o direito constitucional que cada pessoa tem de ir e vir. Os números já mostram que a violência não está ligada ao uso de armas, pelo contrário. Desarmando o povo você diz que ele está refém de criminosos, da violência e da falta de segurança pública que o Governo do PT oferece à Bahia. O governador esquece que o estado é campeão em assassinatos, em mortes de policiais e em violência contra a mulher e jovens. Títulos da sua gestão que brinca de fazer Segurança Pública”, disse Capitão Alden, que também é CAC (Caçador, Atirador e Colecionador) e apoiador do movimento Proarmas na Bahia e no Brasil.




A proposição tem como autor o deputado federal petista Fernando Rodolfo (PE), que afirmou, em caso de aprovação, que policiais ou pessoas submetidas a ambientes controlados e autorizados por lei (clubes de caça, pesca e tiro) não poderiam publicar, em suas redes, qualquer imagem com armas.




O projeto prevê detenção de 1 a 3 anos e multa, e será analisado ainda pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados, antes de seguir para o Plenário.




Proarmas - O movimento Proarmas é uma iniciativa de produzir conteúdo sobre as questões políticas, filosóficas, jurídicas e técnicas sobre armas de fogo e o acesso civil a estes equipamentos. O responsável pelo Proarmas nacional, o especialista em legislação de controle de armas, Marcos Pollon, tem intensificado sua luta na divulgação de informações e promoção de ações pró-armamentistas. Com este conhecimento, a ideia é organizar iniciativas em prol da busca da restauração destes direitos fundamentais tais como viver e permanecer vivo por meio do acesso à legítima defesa. Em solo baiano, o movimento nacional é representado pelo coordenador do Proarmas Bahia, Cleiton Santos, que tem desenvolvido uma série de ações em defesa da pauta armamentista no estado.

Leia Também

Reportagens recentes:
2011 - 2020 @ Líder Notícias - O Seu Canal de Informação | Desenvolvedor :: @ vJPacheco