COVID-19

Ouça essa matéria

FABÍOLA APLAUDE DIA NACIONAL DA CULTURA EM CACHOEIRA

06/11/2021




Com moção de aplausos, a deputada Fabíola Mansur (PSB) enalteceu o Dia Nacional da Cultura e o Dia Nacional da Cultura em Cachoeira, “Terra Mãe da Liberdade”, celebrado nesta sexta-feira (5). A data, disse a socialista, é “muito importante para a Cultura”, especialmente neste momento de retomada das atividades, quando a volta aos palcos “traz esperança e alívio” aos artistas, produtores, técnicos e demais profissionais deste setor “importantíssimo” para o desenvolvimento do país.

Ela aproveitou a data para renovar o “compromisso de lutar incansavelmente” pelo fortalecimento da cultura baiana e nacional, e para que Cachoeira “respire, cada vez mais, cultura por todos os cantos desta cidade histórica que eu amo de paixão”. Para ela, que enalteceu também os trabalhos realizados pelas “honrosas e magníficas” filarmônicas da Bahia, a cidade “é cultura e história viva”. Mansur também aplaudiu a Prefeitura e a Câmara Municipal e da cidade e ressaltou o “importante” trabalho da Secretaria de Cultura e Turismo do município, através do secretário Davi Rodrigues.

Segundo ela, a Cultura, “que anda tão atacada, e sendo alvo de censura no Brasil”, “implora por investimentos”, justamente no momento em que o país luta em defesa da liberdade de expressão, dos direitos e garantias individuais e da soberania. Este ano, considerou, a celebração do dia nacional da cultura “é mais que um ato de resistência. No grave contexto nacional, é um ato de sobrevivência, uma oportunidade de expressar que o país vive e que nossos artistas sobreviveram”, disse.

O Dia Nacional da Cultura foi instituído como homenagem ao ilustre baiano Ruy Barbosa, político, diplomata, escritor, advogado, jornalista, tradutor e jurista brasileiro que alcançou a celebridade mundial ao representar o Brasil na Conferência de Haia, que reuniu as grandes personalidades da diplomacia mundial. Ele foi reconhecido como Águia de Haia. Ruy Barbosa foi membro fundador da Academia Brasileira de Letras e seu presidente entre 1908 e 1919.

Fabíola Mansur encerrou a moção parabenizando Cachoeira “por sua eterna resistência”, bem como “a todos os fazedores de cultura do nosso país”.





Fonte: ALBA

Leia Também

Reportagens recentes:
2011 - 2020 @ Líder Notícias - O Seu Canal de Informação | Desenvolvedor :: @ vJPacheco