COVID-19

Click aqui e ouça a Irecê Líder FM, enquanto acompanha as noticias da sua cidade.

Ouça essa matéria

POR UMA BAHIA DE TODAS AS LUTAS: DERROTAR O FASCISMO E DEFENDER A DEMOCRACIA

03/03/2022




LUTA POLÍTICA NÃO COMEÇA E NEM SE ENCERRARÁ COM AS ELEIÇÕES DE 2022 O PT de Todas as Lutas, corrente interna do Partido dos Trabalhadores reitera os elementos apresentados em nota divulgada no último dia 28 de fevereiro, quando reconheceu os desafios da atual conjuntura política nacional e defendeu que o PT deve atuar de forma articulada e transparente na condução do processo de sucessão do governo na Bahia, tendo como líderes o senador Jaques Wagner e o governador Rui Costa. O protagonismo do Senador Jaques Wagner e do governador Rui Costa no cenário da política estadual e nacional com o enfrentamento ao negacionismo e à ofensiva neoliberal implantadas pelo governo federal, os colocam, mais do que nunca, na condição de lideranças da estratégia política e da tática eleitoral a ser defendida pelo Partido. Por outro lado, nossa caminhada pelos quatro cantos do estado em diálogo com movimentos sociais, diretórios municipais, prefeitos, prefeitas, vereadores, vereadoras nos coloca em completa afinidade com a urgência de fazermos todos os esforços para recuperarmos a democracia e darmos fim à ofensiva de extrema direita que tem feito o nosso povo sofrer de fome, de desemprego, e com a dor da morte. Aqui, precisamos lembrar e lamentar as mais de 650 mil mortes pela COVID, muitas delas que teriam sido evitadas se tivéssemos um governo capaz de reconhecer a gravidade da pandemia e de proteger o nosso povo. A eleição do presidente Lula é uma realidade nacional, mas não será conquistada facilmente. Afinal de contas, a elite burguesa que se alimenta do governo federal já deu suficientes demonstrações da violência da qual é capaz para manter-se no poder. Os grandes meios de comunicação já apresentaram suas candidaturas e seguem com jogadas midiáticas para desqualificar o PT e nossas lideranças populares. A desinformação continua sendo utilizada para dissemina mentira e ódio. Assim, mais do que nunca, o PT terá de liderar uma ampla frente eleitoral contra o fascismo e pela democracia com o apoio, no primeiro turno e em eventual segundo turno, dos partidos e lideranças que sustentam nossos governos, como na Bahia temos o PP e, especialmente, o vice-governador João Leão, o PC do B, PSB, Avante, Podemos e PSD. Para além do processo eleitoral, o PT deve ser capaz de mobilizar todo seu acúmulo político para dar sustentação a um programa democrático e de esquerda capaz de recuperar a centralidade da redução das desigualdades e para reverter o desmonte das políticas sociais. A luta por um programa de esquerda, que discuta a reversão da reforma trabalhista, a taxação de dividendos e das grandes fortunas, o fim do teto de gastos, a recuperação das políticas de combate à pobreza, o investimento em saúde e educação e o enfrentamento ao racismo, misoginia, homofobia, intolerância religiosa e todas as formas de opressão será tarefa fundamental. NOSSA FORÇA AUMENTA A NOSSA RESPONSABILIDADE O Estado da Bahia figura nesse processo como peça chave e fundamental. Nosso povo vem sustentando por muitos anos, posições políticas progressistas que se revelam em amplas frentes de votos nas eleições de Lula, Dilma e Haddad para a presidência e nas eleições de Jaques Wagner e Rui Costa para o governo estadual. Nossa caminhada até aqui enfrentou o coronelismo, os apoiadores ao governo fascista disfarçados de democratas, a manipulação. E aprendemos a valorizar todos apoios conquistados na luta pela democracia e pelas políticas públicas de desenvolvimento e proteção social. Nesse cenário, entendemos que o espirito da concertação democrática de proporções nacionais que sustentou nosso projeto político nas últimas décadas produziu a decisão de Jaques Wagner pelo não lançamento de sua candidatura ao governo estadual nas eleições desse ano e pela defesa para que esse desafio seja assumido pelo Senador Otto Alencar, que sempre esteve fielmente alinhado ao projeto democrático, inclusive nos momentos mais difíceis, como na residência ao golpe contra a Presidenta Dilma e, mais recentemente, com firme atuação na CPI da COVID. É também na linha de acúmulo de forças para a luta pelas condições de governo pelo Presidente Lula, que entendemos a necessidade de termos Rui Costa como senador da República emprestando sua capacidade política e experiência de gestão para um verdadeiro trabalho de refundação do país e de suas instituições. Além disso, é preciso registrar que a legitimidade e a força da candidatura de Rui Costa ao senado são incontestáveis. Com Rui Costa e Jaques Wagner, a bancada da Bahia no senado será decisiva para apoiar o próximo governo do Presidente Lula. Candidato fosse, Jaques Wagner já teria, de forma consolidada, o amplo apoio do PT e dos partidos que compõem a frente progressista do estado. Nesse sentido, valorizamos a coragem e o desprendimento político, mas não nos surpreendemos, afinal, há muito que conhecemos Jaques Wagner como um companheiro de um compromisso político e uma clareza estratégica à toda prova. Temos agora uma nova fase de trabalho que consiste em apoiar a escuta, o debate, a organização e consolidação da frente democrática para garantir a aliança política democrática e continuidade do nosso projeto popular e democrático na Bahia tendo Lula, Otto, Wagner, Rui e Leão à frente dessa batalha. Estamos aqui para apoiar a construção de uma agenda programática que recupere os acúmulos teóricos e práticos produzidos nas experiências petistas dos movimentos sociais e dos governos, com destaque para as iniciativas de participação popular, de luta contra a precarização do trabalho e pela inclusão social com a necessária articulação das dimensões de gênero, raça, classe e do enfrentamento a todas as formas de opressão. Estamos aqui também para produzir a sustentação política e a mobilização social necessárias para elegermos Lula presidente, Otto governador e Rui Costa senador fazendo valer a nossa força partidária para derrotar o fascismo e para defender a democracia em nosso estado e em nosso país. Salvador, 02/03/2022 Coordenação Estadual do PT de Todas as Lutas, corrente interna do Partido dos Trabalhares.

Leia Também

Reportagens recentes:
2011 - 2020 @ Líder Notícias - O Seu Canal de Informação | Desenvolvedor :: @ vJPacheco