COVID-19

Click aqui e ouça a Irecê Líder FM, enquanto acompanha as noticias da sua cidade.

Ouça essa matéria

FABÍOLA MANSUR RESGATA A HISTÓRIA DA FUNDAÇÃO HANSEN BAHIA

21/04/2022




Ao destacar a passagem dos 46 anos de criação da Fundação Hansen Bahia, a deputada Fabíola Mansur (PSB) resgatou a história da entidade criada pelo artista plástico alemão que adotou a Bahia como lar.




Em moção de aplausos apresentada na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), Fabíola pontuou que a fundação foi criada em 1975, quando Hansen Bahia e sua mulher Ilse visitaram as cidades de Cachoeira e São Félix, e ele resolveu doar sua riquíssima obra artística. Hansen era gravador, escultor, pintor, ilustrador, poeta, escritor, cineasta e professor .




Segundo a deputada, a Fundação Hansen Bahia (FHB) foi criada aos poucos. Primeiro, explicou ela, veio a doação feita por Hansen, no dia 19 de abril de 1976, em Brasília. Era dia do seu aniversário e a abertura de uma exposição que homenageava seu trabalho.




“Hansen Bahia e Ilse, sua esposa, também artista, criaram a Fundação Hansen Bahia (FHB), como um tributo de amor às cidades de Cachoeira e São Félix e como um instrumento de preservação da sua obra”, afirmou Fabíola Mansur. “Uma decisão do próprio artista à época, projetando a preservação de seu legado artístico e tornando-o base para a formação de novos talentos da xilogravura”.




De acordo com ela, a iniciativa de Hansen Bahia foi marcada, logo no início, em 1976, pela criação do Museu-Escola no município de Cachoeira e a doação de todo o acervo de sua propriedade, além de todos os instrumentos e equipamentos do ateliê, constituindo assim o patrimônio inicial da fundação.




Dois anos depois, em 1978, aconteceu a abertura ao público do acervo da FHB. “Após a morte de Hansen, em 1978, Ilse assumiu a tarefa de administrar a FHB e saiu em busca de apoio para salvaguardar a instituição. Cinco anos depois, com a morte de Ilse, o acervo ficou sob a guarda dos governos e comunidades locais”




Fabíola afirmou ainda na moção que Fundação Hansen Bahia (FHB) vive um momento promissor de sua história, passando por uma reestruturação administrativa, contando com um Conselho Curador, com apoio da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia e a parceria técnico-conceitual da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB).




Atualmente, a Fundação está instalada em Cachoeira, no pavimento térreo do prédio da rua 13 de Maio, onde dispõe de galeria e sala multiuso.

Além disso, a Fundação possui prédio próprio situado na Rua Manoel Vitorino (Cachoeira), que abriga diversas atividades de cunho sociocultural e educativo. Em São Félix, na Fazenda Santa Bárbara, última residência do artista, funcionam o museu-casa e o memorial póstumo.




“A Bahia será eternamente grata a Karl Meinz Hansen, nosso Hansen Bahia, que nasceu em 19 de abril de 1915, em Hamburgo, Alemanha, e escolheu São Félix, cidade do Recôncavo baiano, para fixar âncora até o fim da sua vida. Nossos aplausos de pé para Fundação Hansen Bahia”, concluiu a parlamentar.



Foto e texto: AscomALBA/Agência-ALBA



Leia Também

Reportagens recentes:
2011 - 2020 @ Líder Notícias - O Seu Canal de Informação | Desenvolvedor :: @ vJPacheco