COVID-19

Click aqui e ouça a Irecê Líder FM, enquanto acompanha as noticias da sua cidade.

Ouça essa matéria

Município de João Dourado na Bahia vai ganhar seu primeiro complexo solar

28/05/2022




A ILLIAN Energias Renováveis, empresa do Grupo Electra, assessorada pela Vendemmia Logística Integrada, vai investir R$ 513 milhões na implantação da primeira fase das centrais fotovoltaicas Irecê, com capacidade instalada de produção de 133,3 Megawatts (MW) por ano, no município baiano de João Dourado. O anúncio foi feito durante assinatura de protocolo de intenções com o governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), nesta quinta-feira (26).

“Desde 2017, a Bahia mantém a liderança na geração de energia solar. Atualmente o estado é responsável por 30,89% da produção nacional. Hoje temos a honra de anunciar a chegada de um complexo em um município onde ainda não existem usinas solares. Tenho certeza que o empreendimento vai impactar positivamente a economia da região”, destaca o secretário da pasta, José Nunes.

De acordo com CEO do Grupo Electra, Claudio Fabiano Alves, o projeto anunciado na assinatura faz parte da fase 1 e corresponde a 30% do total do empreendimento, que prevê investimentos totais de R$ 1,8 bilhão. Durante a fase de construção e operação do complexo serão gerados 500 novos postos de trabalho, entre diretos e indiretos.

“A Bahia encontra hoje um privilégio natural pela vocação energética, o estado vai ser a nova fronteira energética do país nas próximas décadas. O grupo Electra analisou três questões para instalação do projeto: a qualidade da radiação solar, a conexão elétrica, que é super importante e a viabilidade ambiental. Essas três camadas são as que precisamos analisar para viabilizar um projeto e felizmente no município de João Dourado nós encontramos essas características”, afirma.

A previsão de início das obras é o mês de agosto, com entrada em operação entre 12 e 18 meses. Em seguida, deve ser iniciada a segunda etapa com previsão de entrega de energia a partir de janeiro de 2024.

A Bahia tem 41 parques solares fotovoltaicos em operação, com 1,3 Gigawatts (GW) de potência instalada, que investiram R$ 6 bilhões e geraram mais de 40 mil empregos na fase de construção em toda cadeia produtiva. Outros 153 parques estão em construção e construção prevista, com previsão de investir R$ 27 bilhões e gerar em torno de 178 mil empregos na fase de construção em toda cadeia produtiva e capacidade instalada de 5,9 GW.


Via: Ascom/SDE

Leia Também

Reportagens recentes:
2011 - 2020 @ Líder Notícias - O Seu Canal de Informação | Desenvolvedor :: @ vJPacheco