COVID-19

Click aqui e ouça a Irecê Líder FM, enquanto acompanha as noticias da sua cidade.

Ouça essa matéria

Sesab faz alerta e diz que ‘há anos’ avisa sobre risco de falta de remédios na Bahia

20/07/2022


Prefeituras da região já enfrentam problemas para aquisição

O Ministério da Saúde quanto a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) já admite risco de desabastecimento de medicamentos no mercado brasileiro. De acordo om os órgãos, o cenário já dura ao menos dois meses, mas a Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab) alerta que o cenário é denunciado “há anos”, em resposta dada ao BNews.

Pesquisa da Confederação Nacional de Saúde (CNSaúde) feita em 106 estabelecimentos de saúde do país, a exemplo de hospitais, mostra que falta insumos médicos como o soro em 87,6% das unidades e dipirona injetável em 62,9%. O levantamento foi feito em 13 estados e no Distrito Federal.

A Sesab ainda afirmou que doze mil pacientes atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para fornecimento de medicamentos de alto custo estão sendo afetados pelo não fornecimento desses medicamentos pelo Governo Federal.

O superintendente de Assistência Farmacêutica, Ciência e Tecnologia (Saftec), Luiz Henrique d’Utra, disse que a irregularidade na entrega desses medicamentos vem ocorrendo desde 2019. A informação foi dada em nota enviada pelo órgão, que integra a pasta estadual da saúde.

A Secretaria da Saúde ainda indica que existem 16 itens de medicamentos com falta total e mais 11 em risco de desabastecimento, com valor estimado em R$ 15 milhões. São medicamentos para doenças como Alzheimer, glaucoma, HIV/Aids, doença de Parkinson e anemia falciforme, entre outros, que têm a compra centralizada no Governo Federal.

Leia Também

Reportagens recentes:
2011 - 2020 @ Líder Notícias - O Seu Canal de Informação | Desenvolvedor :: @ vJPacheco