COVID-19

Click aqui e ouça a Irecê Líder FM, enquanto acompanha as noticias da sua cidade.

Ouça essa matéria

VÍDEO: ACM Neto se irrita com pergunta sobre câmeras em fardas de policiais

31/08/2022


ACM Neto é contra instalação de câmeras em fardas de policiais militares

Candidato ao governo da Bahia, ACM Neto se irritou com pergunta sobre a instalação de câmeras nas fardas de policiais militares durante entrevista à rádio Sociedade na manhã desta terça-feira (30).

ACM Neto (União Brasil) é contra a instalação de câmeras nas fardas de policiais militares, cobrança feita por setores civis para tentar reduzir índices de violência e letalidade policial. A medida vigora em Estados como o de São Paulo e gera divergência por todo o país.

"Antes de monitorar policial a gente tem que monitorar bandido. Nesse momento, colocar câmeras nos policiais, significaria, na minha opinião, dificultar ação da polícia. Precisamos primeiros valorizar os policiais, equipar os policiais para depois pensar na hipótese ou não de colocação de câmera. Policial tem que tomar decisões em situações de alto risco e grande perigo. A polícia do jeito que está hoje desvalorizada e desmotivada, o policial vai cruzar os braços quando você colocar uma câmera no uniforme dele", disse ACM Neto durante a entrevista.

O ex-prefeito de Salvador classificou a pauta como "uma questão polêmica, que eu acho que não cabe pra Bahia neste momento e sou muito claro quando respondo isso. Não tenho dúvida que se acontecer isso na Bahia, os policiais iriam cruzar os braços e a criminalidade ia aumentar no Estado".

Um levantamento do Uol publicado no início do mês de julho apontou que as mortes cometidas por policiais militares despencaram em 19 dos 131 batalhões do estado de São Paulo um ano depois que as ações de seus agentes começaram a ser filmadas.

Os números indicaram uma queda de 80% na letalidade policial nessas unidades após a implantação do programa Olho Vivo —que prevê a instalação de câmeras nos uniformes.

Entre junho de 2021 e maio deste ano, os 19 batalhões registraram 41 mortes por intervenção policial —contra 207 nos 12 meses anteriores ao início do programa.

ACM Neto avalia que os resultados do programa não são inquestionáveis em nenhum lugar.

"Vamos falar a verdade? É essa a verdade. A gente tem que prender é bandido. E tem que partir do princípio que o policial é direito, desde que seja valorizado e tenha uma filosofia de comando. Temos que prender bandido e monitorar bandido. A polícia tem que ter condição de trabalho. Em nenhum lugar que isso tenha acontecido teve resultado inquestionável", declarou ACM Neto.

Mesmo em São Paulo, onde a medida já vigora, há divergência sobre o programa e candidatos como Tarcísio de Freitas (Republicanos) defendem que o uso do o uso do equipamento ao controle absoluto do policial militar no registro das imagens.

Atualmente, as câmeras permitem gravar o turno completo do policial sem a necessidade de acionamento manual. A tecnologia também impede que o policial desligue a câmera durante uma operação. Em caso de necessidade, a PM pode resgatar o arquivo e analisar as imagens.



Leia Também

Reportagens recentes:
2011 - 2020 @ Líder Notícias - O Seu Canal de Informação | Desenvolvedor :: @ vJPacheco