COVID-19

Click aqui e ouça a Irecê Líder FM, enquanto acompanha as noticias da sua cidade.

Ouça essa matéria

Milhares de pessoas acompanham comício de ACM Neto em Xique-Xique

03/09/2022




_Acompanhado pelo prefeito Reinaldinho (MDB), candidato questionou esquivos da atual gestão de problemas essenciais à vida dos baianos_

O candidato a governador ACM Neto (União Brasil) foi recepcionado no fim da noite de quinta-feira (1) por uma multidão que fechou a principal avenida da cidade de Xique-Xique. Ao lado do prefeito Reinaldinho (MDB), o candidato participou de uma caminhada e de um comício na cidade acompanhado pelos candidatos a vice-governadora Ana Coelho (Republicanos), e ao Senado Cacá Leão (PP).

Ao discursar, Neto exaltou a emoção que sentiu ao caminhar ao lado de milhares de pessoas. “De repente, vem aquela multidão, vem aquela quantidade de gente impressionante. Eu praticamente não coloquei os pés no chão porque era um esticando o braço, o outro no outro braço. Foram tantos abraços apertados que eu nunca mais vou me esquecer dessa noite”, contou.

Neto foi recebido por fanfarras, paredões e um enorme boneco com suas características. O candidato percorreu cerca de 600 metros ao lado da população da cidade e de lideranças políticas da região. Estavam presentes no percurso o candidato a deputado estadual Luciano Ribeiro (União Brasil) e o candidato a deputado federal Paulo Azi (União Brasil). 

“Vocês estão dando uma demonstração de que Xique-Xique se soma ao sentimento que hoje domina o coração da Bahia e dos baianos, o povo de Xique-Xique, ao se juntar aqui nessa multidão, mostra que nós estamos no caminho certo. Vocês demonstraram nesta noite que nossa campanha ganha a cabeça e, sobretudo, se coloca no coração dos baianos porque a Bahia quer mudança. A Bahia quer um futuro diferente. A Bahia acredita que é possível ser muito mais”, salientou Neto. 

O candidato pelo União Brasil também lembrou que no próximo dia 2 de outubro, os eleitores do estado poderão escolher um novo caminho: “Nós não vamos escolher um número, nós vamos decidir o que queremos para as nossas vidas. Nós vamos depositar as nossas esperanças e os nossos sonhos. E o povo da Bahia sabe que a gente tem um projeto capaz de mudar a situação de muitos problemas que estão aí hoje no nosso dia a dia”, concluiu. 

Neto criticou a postura do atual governo da Bahia, que sempre busca desculpas para explicar problemas em áreas essenciais para a vida dos baianos. Hoje, o estado ocupa o primeiro lugar em violência e no número de desempregados. Na outra ponta está a longa fila de espera na regulação da saúde pública que, muitas vezes, resulta na morte de centenas de baianos. 


“Quando a gente olha que a Bahia tem o maior número de homicídios do Brasil e que está em primeiro lugar na violência, qual é a postura daqueles que governam a Bahia hoje? Dizem que o problema é nacional. E esquecem que muitos estados do Brasil, nos últimos anos, reduziram a criminalidade. Mas não é só na segurança”, apontou o candidato. 


“Se a gente olha para a situação da saúde pública, o drama vivido pelos baianos é o de uma longa espera na fila da regulação para conseguir um atendimento médico. Quando a gente questiona aqueles que nos governam, eles dizem que ninguém morre na fila da regulação. Quando a gente vê a Bahia ocupar o primeiro lugar em número de desempregados do Brasil, qual é a resposta deles? É de que a culpa é da crise econômica”, destacou Neto durante seu discurso. 

Neto questionou ainda a falta de atenção da atual gestão em relação à qualidade da educação no estado. Atualmente, a Bahia está em último lugar de todo o país na oferta de um ensino público eficiente. 

“A Bahia ocupa o último lugar em qualidade de ensino. Temos a pior nota do IDEB de todo o Brasil. E o que que eles dizem? Que são os prefeitos que não formam bem as crianças e os jovens. Aí eu pergunto: o que que eles entendem que é responsabilidade do governo?”, questionou. 

“Se Deus me der a chance de ser eleito governador da Bahia em outubro deste ano, a Bahia, a partir de de janeiro, vai ter um Governador que vai chamar a responsabilidade para si”, enfatizou Neto. “Porque quem me conhece sabe que eu nunca fui de correr da responsabilidade, nunca tirei o meu braço da seringa. A Bahia precisa ter um líder, ter um governador preparado para enfrentar os problemas que acabei de citar, um governador comprometido em olhar para o futuro, de devolver o brilho e o orgulho da nossa terra”, afirmou. 

O candidato disse ainda que, caso seja eleito em outubro deste ano, vai trabalhar para que a Bahia assuma a liderança e o protagonismo em todo o país: “Quem me conhece sabe que eu posso ser o primeiro, eu não aceito ser o segundo. E aqueles que nos governam hoje aceitam ser os últimos”, acrescentou.







Leia Também

Reportagens recentes:
2011 - 2020 @ Líder Notícias - O Seu Canal de Informação | Desenvolvedor :: @ vJPacheco