COVID-19

Click aqui e ouça a Irecê Líder FM, enquanto acompanha as noticias da sua cidade.

Ouça essa matéria

“Os baianos querem um governador que chame para si a responsabilidade e encare os problemas”, diz ACM Neto

12/09/2022




A agenda incluiu as cidades de Aurelino Leal, Maraú, Ubaitaba e Camamu; a última visita será a Valença

O candidato a governador ACM Neto (União Brasil) visitou neste domingo (11) cidades do Sul e Baixo Sul da Bahia e destacou o imenso potencial da região na área do turismo, que, com planejamento do governo, pode ser um importante vetor de desenvolvimento econômico e geração de emprego e renda no estado. A agenda incluiu as cidades de Aurelino Leal, Maraú, Ubaitaba e Camamu. O dia será finalizado em Valença.

Durante os eventos políticos, Neto afirmou ainda que em suas caminhadas pela Bahia os baianos demonstram a vontade de ter um governador que assuma as responsabilidades e trabalhe de verdade para melhorar os índices de questões essenciais à vida de todos os baianos. Na primeira agenda, em Aurelino Leal, ele foi recebido na cidade pelo prefeito Rodrigo Andrade (PP).

“Eu estou aqui para dizer a vocês que eu tenho consciência do tamanho da expectativa dos baianos em relação ao nosso governo a partir do próximo ano. Eu sei que os baianos querem manter acesa a esperança de um futuro muito melhor. E é para ajudar a realizar os sonhos de milhares de pessoas que nós estamos nessa luta”, declarou.

Em Maraú, Neto se mostrou atento às inúmeras possibilidades de expansão do setor do turismo na Bahia. O candidato falou que as cidades precisam de atenção para criar estruturas necessárias para melhorar a vida dos cidadãos e receber os turistas de todo o país. Ele avaliou que a cidade tem uma das praias mais bonitas de todo o mundo. A caminhada foi feita pelas principais ruas da sede do município.

“Eu tenho consciência de que a gente não pode fazer isso só para o turista, porque tenho certeza que a cidade não vai ser boa para o visitante se primeiro não for boa para o morador. Então, nossa prioridade será voltada para moradores”, frisou. Na cidade, a coligação Pra Mudar a Bahia foi recebida pelo prefeito Manassés (PP) e por lideranças locais.




“Da mesma forma, sei que podemos qualificar a mão de obra desse povo, preparando as pessoas para trabalharem em serviços para dar suporte ao turismo em toda a península. Vamos fazer as obras de infraestrutura necessárias, sempre preservando o meio ambiente, o patrimônio natural, mas preparando as cidades do nosso estado, com esse potencial, para que sejam ainda mais destacadas no Brasil e em todo o mundo”, salientou.




Problemas

Acompanhado pelos candidatos a vice-governadora Ana Coelho (Republicanos) e ao Senado Cacá Leão (PP), Neto afirmou que não se conforma com a realidade vivida pelo povo baiano, e disse estar preparado para encarar os desafios e entregar uma vida melhor para toda a população da Bahia.




“A Bahia em primeiro lugar na violência do Brasil. A Bahia está em primeiro lugar no desemprego em nosso país e em último lugar na educação. Somos o estado do Brasil que tem o maior número de pessoas vivendo abaixo da linha da pobreza, vivendo em condição de miséria. Não é isso o que eu quero para o meu povo, ao contrário, eu acredito que a gente pode mudar essa realidade e essa mudança está na mão de cada um de vocês”, enfatizou durante manifestação aos moradores da região.




Na região do Baixo Sul, uma das maiores demandas recebidas da população do Baixo Sul foi a atenção com a saúde pública. “Logo que eu cheguei lá em Ubaitaba, praticamente todo mundo virou para mim e disse: ‘Neto a gente precisa que você cuide da saúde pública aqui na região’”, destacou.




Em Ubaitaba, ressaltou o candidato, o único hospital da localidade tem dificuldade em atender todas as demandas da região. Nesse cenário, diversos problemas de saúde da população ficam sem solução. Também estavam presentes a deputada federal Dayane Pimentel (União Brasil), o deputado federal Leur Lomanto (União Brasil) e o deputado estadual Sandro Régis (União Brasil)




“O pior de tudo é que o governador insiste em dizer que na Bahia ninguém morre esperando na fila da regulação. Isso, além de ser uma mentira, é uma vergonha. A gente sabe o drama do povo baiano de ter que esperar na fila da regulação para conseguir um atendimento de saúde”, apontou.




“E é para mudar essa realidade que eu estou aqui lutando pra ser governador do Estado da Bahia. É para garantir, a partir do próximo ano, que Ubaitaba, Aurelino Leal e toda a região possam ter um atendimento digno na área da saúde. É para mostrar que a nossa terra pode brilhar. O meu compromisso com vocês, com cada pessoa que confia na nossa luta, é fazer na Bahia o melhor governo de todo o Brasil a partir do próximo ano”, acrescentou o ex-prefeito de Salvador.

Leia Também

Reportagens recentes:
2011 - 2020 @ Líder Notícias - O Seu Canal de Informação | Desenvolvedor :: @ vJPacheco