COVID-19

Click aqui e ouça a Irecê Líder FM, enquanto acompanha as noticias da sua cidade.

Ouça essa matéria

Roma confirma ida ao debate da TVE e critica ausência de ACM Neto: 'é o fujão da Bahia'

06/09/2022


O candidato a governador da Bahia, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma (PL), confirmou a presença, às 21h desta terça-feira (6), no debate entre os candidatos ao governo da Bahia que será promovido pela TVE. Roma, entretanto, criticou a ausência já anunciada do ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (UB), do evento.

"Isso revela esse traço de covardia. Uma candidatura é um projeto público, não um projeto privado. Um projeto público passa por transparência e o mínimo que o candidato pode oferecer é apresentar suas ideias e tratar sua excelência o eleitor com respeito", disse Roma, durante entrevista concedida na manhã desta terça-feira (6), à Rádio Bahiana, de Ilhéus.

O ex-ministro da Cidadania ressaltou que o eleitor precisa saber as propostas e a verdade das coisas para que possa decidir o que ele quer para o futuro da Bahia. "Eu hoje estarei no debate mais uma vez, apresentando minhas propostas e minhas ideias para o futuro da Bahia e do Brasil. Já o ACM Neto acovardou-se novamente e mais uma vez vai fugir do debate. É o candidato fujão da Bahia, que com covardia tem tratado não só a política como também as pessoas", declarou o candidato do PL.

Roma também anunciou que, neste 7 de Setembro, estará nas ruas para celebrar o Bicentenário da Independência do Brasil. "Temos no 7 de Setembro uma oportunidade, um momento para cultuar o amor pela nossa pátria, mas também um momento para nos manifestar, através da nossa cidadania plena, de forma ordeira, pacífica e civilizada. Estaremos nas ruas amanhã e eu quero convidar a todo cidadão brasileiro que possa se manifestar, com amor ao nosso verde e amarelo", declarou Roma.

Ele evidenciou o objetivo da ida às ruas de baianos e brasileiros. "Vamos manifestar amor à nossa pátria, em defesa da nossa liberdade e, juntos com o presidente Bolsonaro, vamos fazer desse nosso Brasil uma grande nação. Temos que escolher, e nunca foi tão fácil escolher, se nós queremos ter orgulho do nosso verde e amarelo ou voltar para um passado que envergonhou e decepcionou milhões de brasileiros", completou Roma, na entrevista.

O candidato do PL a governador da Bahia também ressaltou durante a entrevista que é preciso recuperar a produção cacaueira no Sul da Bahia. Ele lembrou que os produtores foram relegados ao descaso das últimas gestões estaduais. "Esse sentimento de injustiça está no coração de quem viveu os tempos áureos da produção de cacau no estado da Bahia e nós precisamos fazer esse resgate histórico", disse Roma, que apontou a necessidade de investimentos de recursos e de tecnologia.

"Precisamos adotar uma nova postura para que nós possamos buscar esse desenvolvimento sustentável de forma harmônica e agregando valor ao produto, o que gera também uma maior quantidade de empregos. É fundamental que a gente busque intensificar essa estrutura com suporte, com pesquisa, reestruturando a Ceplac. Em todo período do PT, por exemplo, não avançou em nada a questão do cacau no estado da Bahia", comentou Roma.

O ex-ministro da Cidadania disse que será necessário ainda buscar alternativas para os produtores, desde a negociação de dívidas através do Banco do Brasil e do Banco do Nordeste. "Essas dívidas foram feitas devido a orientações equivocadas do estado brasileiro e isso precisa ser reparado. Estamos trabalhando seriamente, sem demagogia, pois esse tema do cacau é um tema que vai além de uma eleição", ressaltou Roma.

Leia Também

Reportagens recentes:
2011 - 2020 @ Líder Notícias - O Seu Canal de Informação | Desenvolvedor :: @ vJPacheco