COVID-19

Ouça essa matéria

Suplente de vereador é suspeito de abuso sexual contra sobrinha em Jacobina

20/01/2023


Um vídeo em que uma sobrinha acusa o comunicador e suplente de vereador Laedson Almeida, conhecido por Pirulito, de abusá-la se espalhou pelas redes sociais nesta quarta-feira (18/1). Na gravação, a jovem, cuja identidade e imagem foram preservadas, descreve que o abuso teria ocorrido durante um passeio em família ao distrito de Itaitu, uma região turística no interior do município de Jacobina Ba.

Vários trechos do vídeo acabaram sendo compartilhados em grupos de Whatsapp e geraram grande repercussão devido as acusações feitas pela jovem, de maneira detalhada. Laedson Almeida, que é apresentador em uma emissora de rádio da cidade e suplente de vereador pelo Partido dos Trabalhadores, Laedson negou que tenha cometido o abuso e disse que estará se pronunciando oficialmente em breve.

O diretório do Partido dos Trabalhadores de Jacobina, através da presidente Mariana Oliveira se manifestou publicamente sobre a acusação de abuso atribuída ao suplente de vereador Laedson Almeida, conhecido por Pirulito, contra uma sobrinha dele.

Em nota, o repudiou toda e qualquer ação de violência contra as mulheres, sobretudo "no caso em questão: violência se3ual". Mariana destacou que o combate a violência contra mulher "tem sido constante e não será diferente agora quando a situação envolve denúncia contra um dos nossos filiados", que também foi afastado pelo partido enquanto ocorre a "apuração do caso nas instâncias competentes".

🔸NOTA PÚBLICA

"Diante dos fatos expostos no dia de hoje através da rede social WhatsApp, o Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores e das Trabalhadoras de Jacobina vem a público manifestar seu total repúdio a qualquer tipo de violência, especialmente no caso em questão: violência contra as mulheres.

Nosso combate nesse sentido tem sido constante e não será diferente agora quando a situação envolve denúncia contra um dos nossos filiados, suplente de vereador, o senhor Laedson Almeida.

Diversas pesquisas apontam que a grande maioria dos casos de violência sexual contra mulheres ocorrem dentro dos seus próprios lares, e seus algozes são os próprios familiares. É uma situação que precisamos enfrentar com muita coragem.

Leia Também

Reportagens recentes:
2011 - 2020 @ Líder Notícias - O Seu Canal de Informação | Desenvolvedor :: @ vJPacheco